Feira do Livro atrai e estimula interesse de crianças pela literatura

Além de possibilitar o acesso da população a livros por preços mais baixos, a 11ª Feira do Livro de Mossoró (FLM) é apontada por educadores, pais e autores como importante espaço para a promoção da leitura e escrita entre as crianças. O evento conta com programação feita especialmente para o público infantil e ainda com apresentações culturais organizadas pelas escolas e protagonizadas pelos alunos.
“Trouxemos 60 crianças para a apresentação do Boi Calemba. A participação delas em feiras como esta ajuda no desenvolvimento do gosto não só pela leitura e escrita, mas também pelas diferentes expressões culturais como o cordel e o teatro, por exemplo”, afirma o diretor de uma escola Luís Bonifácio.

Este ano, a FLM tem 39 expositores, muitos deles com alas de livros em diferentes formatos, todos voltados para as crianças. A expositora Andreia Gomes de Andrade, do estande da Top Livros, conta que os títulos infantis são os mais procurados durante a Feira. No espaço interno, crianças se encantam ainda com teatro de bonecos e apresentações de mágica.

Nos estandes, além de crianças, é possível encontrar professores e diretores a procura de obras para as escolas, compradas com vales-livros entregues pelo Governo do Estado e pela Prefeitura Municipal de Mossoró. Ao todo, foram disponibilizados R$ 800 mil em vales-livros durante a FLM.

“Essa é a segunda vez que eu venho à Feira do Livro com a minha turma da escola. É muito legal ver tantos livros assim. Nossa professora nos levou aos estandes e compramos livros para a nossa biblioteca da escola e meus pais me deram para comprar para mim também”, disse a estudante Ana Clara Martins.

Autores lançam livros na Feira

Hoje, às 18h, o jornalista Marcos Bezerra lança seu segundo livro no estande da Livraria Nobel, dentro da FLM. Em “O inferno de Antônio”, o autor faz uma releitura do cordel “O ataque de Mossoró ao bando de Lampião”, escrito pelo poeta Antônio Francisco, em que Lampião vence concurso de canto no inferno e ganha, como prêmio, o direito de se vingar de Mossoró.

“Quando li o cordel de Antônio Francisco, eu o achei muito interessante, assim como toda a sua obra e no livro, trago uma mais que justa homenagem a ele. Inicialmente, imaginei transformá-lo em um roteiro de filme, acrescentando alguns diálogos e personagens. Acabei fazendo o livro, mas gostaria de ver alguém fazer o filme inspirado no cordel”, explica Marcos Bezerra.

Outro lançamento do dia será a obra “Ruminar”, do professor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), David de Medeiros Leite, no estande Sarau das Letras. O livro é escrito em dois idiomas: português e espanhol. O texto é dividido em duas partes, a primeira contendo poesias sob a perspectiva do gado e, a segunda fase, contendo o olhar do vaqueiro.

“A literatura e a poesia pedem inovação. Histórias com animais como protagonistas são uma realidade já conhecida, mas em ‘Ruminar’ eu trago as histórias dos poemas sob o olhar do boi, contrastando com as palavras do vaqueiro. O livro é bilíngue por causa da minha relação com a Espanha, onde cursei o doutorado, por isso também lancei este livro em Salamanca (Espanha) no mês passado”, conta David de Medeiros Leite.

Noite recebe debate sobre o cangaço

A noite de hoje conta também com atividades de discussão sobre o cangaço. Às 20h, os historiadores Kydelmir Dantas, Honório de Medeiros e Geraldo Maia participam do bate-papo “Cangaço – as histórias que ainda não foram contadas”, no Palco Estação das Letras. Após o debate, às 21h, Honório de Medeiros lança o livro “Histórias de cangaceiros e coronéis”.

Programação da Feira do Livro para esta sexta-feira

PAVILHÃO
A partir das 9h e durante todo o dia – Exposição “Charges do RN”;
14h – Demonstração de Origamis – aprendendo a fazer, com Goreth Arteira;

PALCO ESTAÇÃO DAS LETRAS
9h30 – Apresentação cultural de João Redondo, com Caçuá de Mamulengos;
10h – Palestra: A MPB e o RN, com Zé Dias;
14h30 – Apresentação cultural: Educação infantil, com a Escola Municipal Rotary;
15h30 – Bate-papo: Prosa poética, com Kalliane Amorim, Caio César Muniz e Ariany do Vale;
16h30 – Teatro de Bonecos: Grupo Nós Dois;
18h30 – Recital de poesias e lançamento dos livros – Meu poço de poesias e Tempo, com o poeta José Augusto e a Cia Rima José (Escola Estadual Prof. José Nogueira);
19h – Bate-papo: Uma noite de Crônicas, com Armando Negreiros, Maciel Matias e José Narcélio;
20h – Bate-papo: Cangaço – as histórias que ainda não foram contadas, com Kydelmir Dantas, Honório de Medeiros e Geraldo Maia;
21h – Lançamento do livro “Histórias de cangaceiros e coronéis”, com Honório de Medeiros

SALA O CANTO DO POETA
14h – Ação da Editora Bagaço
16h – Lançamento do livro “Pesquisa em Perspectiva: percursos metodológicos na invenção da vida e do conhecimento”, de Karla Rosane do Amaral – no estande da EdUFERSA;
18h – Lançamento do livro “Uma Introdução à Mineração de Dados: Conceitos e aplicações”, de André Pedro Fernandes Neto – no estande da EdUFERSA;
19h – Lançamento do livro “Leandro Gomes de Barros – Vida e obra – Sesquicentenário do poeta”, com Arievaldo Viana, no estande da Livraria Nobel
20h – Lançamento dos livros e sessão de autógrafos: Armando Negreiros, Maciel Matias e José Narcélio, no estande Jovens Escribas;

ESPAÇO DO AUTOR
18h30 – Lançamento do Livro “Radiola”, com Damião Nobre;