Ex-governador é transferido para presídio da PM

O ex-governador Fernando Freire foi transferido, ontem, do comando geral da Polícia Militar para o para o presídio da Polícia Militar, na Zona Norte de Natal, onde também funciona a sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope). A transferência foi feita por determinação do juiz da Vara de Execuções Penais, Henrique Baltazar.

O magistrado justificou a decisão à necessidade da transferência de Freire para uma unidade prisional, mas com condição de preservar a vida do preso. O presídio da Polícia Militar foi escolhido por dispor de mais segurança para o ex-governador.

No último dia 27 de novembro, a desembargadora Zeneide Bezerra, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), negou o pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-governador Fernando Freire e manteve a sua prisão.

Freire está preso desde o dia 25 de julho por irregularidades administrativas, como desvio de recursos, quando era governador, em 2002. Foi preso este ano, no Rio de Janeiro, e transferido dias depois para o Rio Grande do Norte.

A prisão preventiva do político foi decretada pela 7ª Vara Criminal da capital em 8 de outubro de 2014. Em 12 de fevereiro de 2015, foi proferida sentença penal condenando o ex-gestor estadual, sendo negado a Freire o direito de recorrer em liberdade. Ele ficou vários meses foragido até ser preso no RJ, dia 25 de julho, em Copacabana. Contra Freire, que é condenado a 39 anos de prisão por peculato, havia quatro mandados de prisão expedidos pela Justiça potiguar.