Empresários intensificam projeto de candidatura a prefeito de Mossoró

Grupo expressivo da classe empresarial mossoroense intensifica conversações para lançar um nome do segmento à Prefeitura de Mossoró na eleição de 2016. O movimento começou tímido, em conversas isoladas, meses atrás, mas ganhou força nas últimas semanas e começa a caminhar em bloco. A prova foi reunião, quarta-feira (16), no Hotel Thermas.

O encontro reuniu dezenas de empresários de vários segmentos e discutiu caminhos a ser seguidos pelo grupo, como opções partidárias e agregação de novas forças. Entre os participantes da reunião, estavam Jorge do Rosário, Tião Couto, Michelson Frota, Marcelo Rosado, Sérgio Freire, Weber Siqueira, Cure Medeiros, Júnior Porcino, entre outros.

A ideia é propor modelo gerencial da iniciativa privada, baseada na austeridade, resultado e meritocracia, para a gestão pública, a partir de um projeto para Mossoró para curto, médio e longo prazos. A intenção é reconstruir as finanças da municipalidade, a partir de uma administração verdadeiramente eficiente, e melhorar serviços públicos ao cidadão.

INÍCIO
Em abril deste ano, começaram a circular, na mídia, informações sobre possível candidatura de empresário a prefeito de Mossoró. Na oportunidade, Jorge do Rosário, então presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil em Mossoró (Sinduscom), já falava abertamente sobre a possibilidade de lançamento de um nome do segmento empresarial à Prefeitura.

“Entendemos que Mossoró carece de uma visão mais empresarial na gestão pública”, disse Rosário. Desde então, o entusiasmo dos empresários só cresceu, e o grupo, que reúne cerca de 40 nomes, já moldou a concepção do projeto: priorização de princípios gerenciais na gestão da Prefeitura de Mossoró. Para eles, além de econômica, a crise na municipalidade é de gestão.

O próximo passo será o desenho político-eleitoral, a partir da escolha de um partido que dê abrigo aos líderes do movimento. O Partido Novo (PN) e Partido Republicano Brasileiro (PRB) são opções. O grupo tem até 2 de abril de 2016 para decidir. Nessa data, acaba o prazo para filiação partidária para quem pretende disputar cargo na eleição do próximo ano.

AMPLIAÇÃO
A ala empresarial envolvida nesse projeto também iniciará conversas com partidos de menor porte, a fim de iniciar formação de um bloco partidário. Paralelamente, ensaiam diversas frentes de trabalho para fortalecer o projeto perante a opinião pública, onde eles acreditam que há respaldo para apresentação de um novo na política mossoroense.

Pesquisas de opinião e novas estratégias de marketing também estão em análise. Jorge Rosário e Tião Couto são os nomes favoritos à disputa. A ideia é aproveitar, além do desgaste da gestão municipal, enfraquecimento de tradicionais grupos políticos da cidade, a partir do resultado da eleição de 2014. Mais uma rodada de conversas está prevista para esta semana.