Diretoria do Potiguar critica postura da PMM em comunicado oficial

A diretoria do Potiguar resolveu quebrar o silêncio e, de forma oficial, se manifestou contra a Prefeitura de Mossoró que ainda não quitou todas as parcelas referentes ao pagamento da parceria firmada durante o Campeonato Estadual 2015. No acordo feito a prefeitura pagaria pela publicidade exposta nas camisas da equipe durante seus jogos. Das quatro parcelas acordadas, apenas duas foram pagas.
Esta semana, em nota oficial publicada no site do clube e, repassada à imprensa por sua assessoria de comunicação, a diretoria alvirrubra externa sua insatisfação com o caso. De acordo com a nota, o clube tem faltado com a quitação de alguns contratos com fornecedores, pois havia se baseado nos recursos da parceria no instante em que contraiu a dívida. O motivo maior da diretoria Príncipe, seria o fato do pagamento haver sido agendado para o mês de maio, depois transferido para junho, setembro e agora sofre novo adiamento para novembro.

De acordo com a nota, a prefeitura ainda deve ao Potiguar R$ 80 mil. Os dirigentes alvirrubros também criticam a postura do prefeito Francisco José Júnior, que, segundo eles, dispensou tratamento diferenciado ao Baraúnas, que já teria recebido todas as cotas. Em relação ao clube tricolor, a informação é de que o repasse foi feito cumprindo determinação da Justiça do Trabalho que bloqueou o valor e pediu sua liberação para pagamento de dívidas trabalhistas. Por sua vez, o Potiguar não se convenceu disso e expõe a situação em nota que O Mossoroense publica na íntegra ao lado.

ACDPotiguar Informativo:
Comunicado Oficial

Associação Cultural e Desportiva Potiguar – ACDP – esclarece a seus sócios, à torcida e a quem interessar que:
Conforme combinado em data anterior ao início do Campeonato Estadual 2015, a Prefeitura Municipal de Mossoró – PMM – havia se comprometido a repassar as cotas de patrocínio aos clubes da cidade, sendo que cada equipe receberia o valor de R$ 200 mil reais, parcelados em 5 vezes de R$ 40 mil reais. Acontece que, até a presente data, a prefeitura não realizou o pagamento integral ao Potiguar, estando em débito com o clube, das duas últimas parcelas do acordo firmado, ou seja, R$ 80 mil reais. A quebra do acordo nos deixa tristes e estarrecidos, até porque o mesmo acordo firmado com o outro clube da cidade, já foi honrado de forma integral.

Mediante várias promessas e com datas adiadas e remarcadas, o prefeito Francisco José Júnior, responsável pelo acordo em recente entrevista a uma rádio local, afirmou que até novembro quitará a dívida com o nosso clube. Como parte de uma gestão transparente, marca de nossa gestão, trazemos à ciência de todos, os fatos que têm ocasionado problemas de ordem econômica ao clube, mas que esperamos ser solucionados, em breve.

A Diretoria