Deputados aprovam reajuste e procuradores ganharão R$ 30 mil

O projeto de reajuste de 9,14% nos salários dos procuradores do Estado, encaminhado pelo Governo e aprovado ontem à tarde, na Assembleia Legislativa, por unanimidade, aumentará os vencimentos dos procuradores entre R$ 27.500,18 (3ª classe) e R$ 30.471,11 (1ª classe). O aumento vale também para os aposentados.

Os inativos terão o mesmo reajuste dos ativos, de 9,14%. O aumento começou a ser discutido na Assembleia Legislativa no início do ano, mas, diante da repercussão negativa por causa da situação financeira do Estado, o Governo decidiu retirar a matéria de votação. Mas, parece ter cedido a pressões.

O reajuste aprovado é semelhante ao que incidiu sobre o salário do ministro do Supremo Tribunal Federal. A matéria que implanta o reajuste para os procuradores tem como justificativa a vinculação dos valores os vencimentos dos profissionais aos de ministros do STF.

O Rio Grande do Norte é o estado que proporcionalmente mais compromete a receita com a folha de pessoal. Levantamento feito pelo jornal o Estado de S. Paulo mostrou que o RN compromete 54,17% da sua receita com pessoal. Esse valor é o mais alto entre todos os outros e coloca o Governo potiguar acima do limite total da Lei de Responsabilidade Fiscal.