Decisão da Justiça suspende vacinação de professores no RN

Início da imunização estava prevista para a próxima segunda-feira (24).

Uma decisão do plantão judiciário do dia 1º de abril, impetrada pelo Ministério Público Estadual e a Defensoria Pública do Estado determina que o estado do Rio Grande do Norte se abstenha de incluir ou modificar a ordem dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de imunização sem prévia autorização do Ministério da Saúde.

Com isto, está suspenso o início da vacinação dos professores da rede pública de ensino, previsto para a próxima segunda-feira (24). Também não há uma nova data estabelecida pelo Governo para que a imunização seja retomada.

“Essa era nossa vontade, era o que estava planejado, usando a reserva técnica da vacina Oxford. No entanto, nós temos uma ação civil pública no estado, já com decisão, que proíbe qualquer gestor estadual ou municipal de fazer a aplicação de vacinas fora do que tá preconizado no plano nacional de operacionalização da vacinação contra a Covid. E com isso não poderemos implementar esse plano até que tenhamos uma reversão dessa decisão judicial ou uma outra decisão do plano nacional de operacionalização”, afirmou Cipriano Maia, secretário de Saúde do RN.