Curta potiguar é premiado no Festival Internacional de Filmes Curtíssimos

O Festival Internacional de Filmes Curtíssimos passou por cinco capitais brasileiras entre setembro e outubro deste ano. A escolha do melhor filme foi feita por espectadores do Rio de Janeiro, Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte e de Salvador. O Curta do Rio Grande do Norte, Moveser, foi o mais votado entre todas as cidades, levando assim o prêmio de melhor curta pelo júri popular.

O filme mostra o bailarino Marconi Araújo, do grupo Gira Dança, lidando com a falta de acessibilidade para pessoas com deficiência locomotora. O grupo de alunos autor do curta explica o produto como “uma forma de dizer que os obstáculos físicos não são maiores que o artista. É a sua dança, sua liberdade de poder ser aquilo que lhe faz bem, de ser a arte que o eleva.”

Com direção conjunta de Bárbara Freire, Dany Ferreira, Davi Revoredo, Laryssa Aguiar, Raphael Dumaresq e Rita Machado, a produção do curta Moveser foi realizada para a conclusão da disciplina de Comunicação e Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, ministrada pelo professor Antonino Condorelli.