“Cruel muito cruel…” morre em Natal aos 81 anos locutor de rádio e TV Januário de Oliveira

Comunicador teve passagem pela Rádio Nacional, Rádio Globo, TV Bandeirantes e TVE.

Faleceu nesta segunda-feira (31) em Natal o locutor de rádio e TV Januário de Oliveira aos 81 anos vítima de uma parada cardíaca durante um tratamento de pneumonia. Morando na capital do Rio Grande do Norte há anos, o gaúcho de Alegrete havia perdido a visão, devido a um problema de diabetes.

Januário teve passagem pela Rádio Nacional, Rádio Globo, TV Bandeirantes e TVE, dentre outras e imortalizou bordões como “tá lá um corpo estendido no chão…”, “sinistro, muito sinistro” e “cruel, muito cruel”.

O Flamengo lamentou a morte do locutor: “O Clube de Regatas Flamengo lamenta profundamente a morte do histórico narrador Januário de Oliveira. Muita força aos familiares e amigos neste momento tão triste”.

Importantes veículos nacionais também deram amplo destaque à sua morte.