Crowdfunding: financiamento coletivo permite viabilizar projetos engavetados por falta de recursos

Em tempo de crise e poucas alternativas para fomentar a produção intelectual e a arte, escritores, músicos, cantores, compositores, designers, fotógrafos e representante de outros segmentos contam com uma alternativa que pode ajudar a tirar projetos da gaveta.

Num momento de recessão e pouco recurso direcionado para a cultura, o Crowdfunding (ou financiamento pela multidão, em tradução literal) é uma modalidade de investimento onde várias pessoas podem investir pequenas quantias de dinheiro no seu negócio, geralmente via internet, a fim de dar vida a ideia.

O sistema está revolucionando o lançamento de projetos autônomos mundo afora. A mecânica é muito simples: o empreendedor apresenta uma ideia, dizendo quanto precisa arrecadar e qual a data limite para alcançar este feito.

As pessoas acessam o site, conhecem o projeto através de explicações em vídeo e texto e decidem por contribuir, ou não, com o projeto apresentado. Caso o projeto consiga o financiamento, o site que divulgou a iniciativa recebe uma comissão da empresa (em geral, 5%), caso contrário o empreendedor sai sem levar nada do que foi arrecadado.

O Crowdfunding tem mobilizado a cada dia novos adeptos que investem na iniciativa como forma de captação de recursos.

No Brasil, assim como no resto do mundo, o Crowdfunding tem ganho cada vez mais espaço Mas, infelizmente, ainda luta contra a desconfiança das pessoas em investir dinheiro em projetos que pouco conhecem.

Este talvez seja a maior barreira para que grandes projetos possam conseguir a quantia necessária para o lançamento.

No Rio Grande do Norte, alguns projetos já foram encaminhados por meio de sites que trabalham com Crowdfunding.

No segundo semestre do ano o chargista e ilustrador carioca Rodrigo Brum lançou no na plataforma Catarse, uma campanha para arrecadar recursos destinados a publicação da coletânea de tiras intitulada “Itismailaifi”, a terceira coletânea abordando as aventuras do personagem “BRUMMMMM!!!”

Como forma de incentivar a elaboração de novos projetos o jornal O Mossoroense elaborou uma lista com os principais sites que poderão ser utilizados para o impulso de fomento coletivo.

Veja a lista:

Catarse – http://catarse.me/pt

Senso Incomum – http://www.sensoincomum.com.br/ (projetos sociais)

Queremos – http://www.queremos.com.br

Vakinha – http://www.vakinha.com.br/

Multidão – http://multidao.art.br/pt

MovereME – http://www.movere.me/

Incentivador – http://www.incentivador.com.br/

Benfeitoria – http://www.benfeitoria.com/