Criança morre na Maternidade Almeida Castro

Uma fatalidade ocorreu na manhã do último sábado, na Maternidade Almeida Castro. Um recém-nascido, de apenas 15 dias de vida, morreu vítima de asfixia. Segundo informações colhidas pela polícia, a própria mãe da criança, que tem 13 anos, teria acidentalmente provocado a morte.

A equipe do Centro Integrado de Operação Policial (Ciosp) esteve no local. A princípio, foi levantado a hipótese da mãe da criança ter causado o acidente. Conforme informações preliminares colhidas pela polícia ainda na manhã de sábado, a mãe teria adormecido e girado por cima do recém-nascido.

A mãe, uma garota de 13 anos foi encaminhada à Delegacia de Plantão, acompanhada dos pais, para registrar o boletim de ocorrência. O corpo do recém-nascido foi encaminhado ao Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) para a perícia, que descartou a possibilidade da mãe acidentalmente ter asfixiado o bebê.

De acordo com a perícia médica, o recém-nascido foi vítima de um edema pulmonar, doença que leva ao aumento da pressão nas veias pulmonares e o acúmulo de líquidos nos pulmões. Após o resultado da perícia, o corpo do bebê foi liberado para sepultamento ainda no sábado.