COVID-19: Número de mortes no RN volta a subir

Índice de distanciamento social no estado está em 38,3%

Nesta terça-feira (15), o número de mortes causadas pelo novo coronavírus voltou a subir no estado do Rio Grande do Norte. A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap/RN) informou que foram confirmados 16 novos óbitos provocados pelo vírus em 24 horas. Desses, 3 aconteceram entre segunda e terça-feira.

No panorama nacional, o RN apresenta o terceiro maior aumento de mortes por COVID-19, com 74%. Os demais estados com maior tendência de aumento são o Acre (200%) e Mato Grosso do Sul (125%). O Rio Grande do Norte registrou no último Boletim Epidemiológico da Sesap, divulgado ontem, 104.855 casos confirmados da doença e 2.821 mortes. O índice de distanciamento social no RN, na segunda-feira (14), era de 38,3%.

Em Mossoró, o número de casos positivos ultrapassa 9.894, soma-se 249 mortes e há 3.805 casos suspeitos. De acordo com a plataforma RegulaRN (Situação em Sala), a região Oeste segue com a maior taxa de ocupação dos leitos críticos (85,94%). Na manhã desta quarta-feira, 16, o Hospital Regional Tarcísio Maia não apresenta nenhum leito de UTI disponível, já o Hospital São Luiz, que ampliou o número de leitos críticos para 36, está com 33 ocupados e 2 bloqueados, restando apenas 1 desocupado.

Os leitos de UTI bloqueados são em virtude de manutenção (58,3%), falta de bomba de infusão (16,7%), falta de ventilador pulmonar (16,7%) e vazamento (8,3%).

Os últimos decretos do Governo do RN e as medidas preventivas adotadas pelos munícipios visam conter o avanço da pandemia, mas é preciso que a população continue fazendo uso dos itens de proteção e se possível, permanecendo em casa.