Corpo de Bombeiros alerta para aumento de incêndios em áreas de matas no RN

A aproximação do período mais quente do ano caracterizado pelas temperaturas elevadas e reduzida umidade nos combustíveis vegetais conduz a uma elevação no número de ocorrência de incêndios florestais em todo o Rio Grande do Norte.

No período de 1º de janeiro a 18 de outubro, o Corpo de Bombeiros Militar (CBMRN) atendeu 367 ocorrências envolvendo focos de incêndios em áreas de matas somente na região metropolitana de Natal.
Deste total, 40,5% do total de casos ocorreram nos últimos 50 dias, o que demonstra uma preocupação com o crescimento de ocorrências neste período.

De acordo com o CBMRN, o período compreendido entre setembro e fevereiro é considerado o mais crítico quando se trata de incêndios florestais e isso acontece em função da alta temperatura.

As condições climáticas do período, associadas à existência de uma mata desidratada, especialmente em redor das habitações e a comportamentos negligentes na utilização do fogo, aumentam as situações de iminente perigo nesta estação.

“Cerca de 80% das ocorrências registradas pelo Corpo de Bombeiros em nosso Estado são de incêndios que foram provocados pelo homem. Geralmente surge a partir de pontas de cigarro lançadas em terrenos com vegetação seca, da limpeza de lixo com o uso do fogo, brincadeira de criança, entre outros fatores. Um incêndio florestal, além de agredir ao meio ambiente, pode propagar-se às habitações e provocar graves prejuízos”, ressaltou o comandante geral do CBMRN, coronel Otto Ricardo.

A tendência natural é de que este tipo de ocorrência venha triplicar nos meses que se aproximam. Para evitar que isso aconteça, grande parte desta responsabilidade está na consciência da população.

Dicas para evitar incêndios florestais:

– Não queime lixo nas proximidades de vegetação seca;

– Não jogue tocos de cigarro às margens de rodovias, pois podem estar acesos;

– Não faça queimadas para limpar terrenos;

– Mantenham o terreno baldio sempre limpo e com a vegetação baixa;

– Ao perceber um foco de incêndio se alastrando, ligue imediatamente 193.