Compositor areia-branquense emociona o público em festival com música feita em homenagem à universitária Kátia Luz

AREIA BRANCA – “Dias sem sorrir, dias a chorar / Tento ir levando mas é difícil de aceitar / (…) Tua voz, teu sorriso, tua alegria ainda está em todos nós”. O trecho é da música “Luz”, do areia-branquense Alef Ablênio, com a qual ele concorreu no Festival de Música Terra do Sal promovido no sábado, 5, pela Fundação Areia Branca de Cultura (Fundac). A composição ficou em segundo lugar entre as melhores de 2015.

A composição interpretada pelo autor, com a participação de Leandro Rodrigues, seria apenas mais uma bela canção entre as muitas apresentadas naquela noite, se não tivesse um sentido especial.

A música “Luz” foi feita especialmente em homenagem à universitária areia-branquense Kátia Mirla de Souza Luz, que morreu prematuramente, aos 22 anos, vítima de um acidente de trânsito registrado no final da manhã do dia 2 de outubro na rodovia BR-110, trecho Areia Branca-Mossoró.

Durante a interpretação da música, no sábado, era visível a emoção transmitida ao público pelo compositor Alef Ablênio. A canção fala justamente do estado de espírito da extrovertida Kátia Luz, cujo sorriso espontâneo era sua marca registrada. “A luz não se apagou, apenas foi brilhar no céu”, diz outro trecho da música, uma referência à homenageada.

Kátia Luz foi uma figura marcante nos movimentos da Igreja Católica, em Areia Branca, tendo ainda participado de diversos eventos em outras cidades, de cunho evangelizador. Versátil, cantava, tocava instrumentos musicais, fazia dramaturgia e como estudante de Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) era apontada pelos professores e pelos colegas de curso como uma profissional com um futuro brilhante.

O próprio reitor da Uern, Pedro Fernandes, ao ser comunicado do acidente que vitimou Kátia Luz, em nota de profundo pesar descreveu a universitária como “uma das grandes promessas para o jornalismo potiguar”.

Na semana do ocorrido, Kátia Luz havia sido selecionada pelo Canal Futura/Rede Globo para participar da XI Oficina de Vídeo Geração Futura Universidades Parceiras, entre os dias 18 e 29 de janeiro de 2016. Mas, lamentavelmente, ela partiu antes.