CDP de Santa Cruz, palco de rebelião

Coape transfere presos que destruíram CDP de Santa Cruz durante motim

No final da noite da quinta-feira passada, a Coordenadoria Administrativa Penitenciária Estadual (Coape) deu início a transferência de 60 presos que participaram da rebelião, que resultou na total destruição do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santa Cruz, no Agreste potiguar.

Segundo a Coape, parte dos detentos foi encaminhada aos CDPs de Currais Novos e São Paulo do Potengi e, outra parte, conduzida à Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, além do Presídio Estadual de Parnamirim. Um ônibus cedido pela Prefeitura de Santa Cruz fez a transferência dos presos, acompanhado de escolta penal.

Entenda
Na tarde da última quinta-feira, 60 detentos que estavam nas quatro celas do CDP de Santa Cruz quebraram as grades das celas, derrubaram as paredes internas, queimaram colchões e se apoderaram da Delegacia de Polícia Civil, que funciona no andar de cima do mesmo prédio.

Os presos se amotinaram após uma tentativa de fuga frustrada na noite anterior. A situação só foi controlada após o Grupo de Operações Especiais (GOE) ter invadido o local e dominado os revoltosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *