Cláudia Regina atribui culpa a ‘terceiros’

A ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) afirmou, ontem, acatar a decisão da Justiça Eleitoral, que, anteontem, manteve a cassação do seu mandato e inelegibilidade por oito anos, de forma definitiva. Ela afirma não ter cometido as irregularidades, na campanha eleitoral de 2012, que levaram à punição.

“Humildemente acato a decisão da Justiça. Muito embora, nada, absolutamente nada fiz para envergonhar os mossoroenses. Todas as supostas irregularidades constantes dos processos foram praticadas por terceiros. Nenhuma por mim ou Wellington”, disse, em nota no Facebook, referindo-se ao seu companheiro de chapa, advogado Wellington Filho.

Ela se diz “eternamente grata” àqueles que caminharam ao seu lado e trabalharam com ela em prol de “uma Mossoró mais justa e mais humana”, e afirma que continua na atividade política.

“Renovo o compromisso de que, independente de cargo, continuarei trabalhando como sempre fiz. Desde o ano de 1985, lá na Mãe do Salvador, na Pastoral da Criança, nos bairros mais periféricos da nossa cidade. É isso que gosto de fazer. É isso que me dar prazer. É isso que alimenta a minha alma. Servir as pessoas sem nada pedir, escreveu.