Ciclo natalino do comércio iniciará no próximo domingo

A partir do próximo domingo as lojas do comércio varejista passarão a funcionar em horário especial. É o chamado ciclo natalino, que tem como objetivo oferecer maior comodidade para os consumidores fazerem suas compras de Natal e de final de ano. O horário especial segue até o dia 31 de dezembro.

De acordo com o Sindicato dos Empregados no Comércio de Mossoró (Secom), o comércio funcionará aos domingos das 9h às 14h; e aos sábados o expediente será ampliado em quatro horas além do habitual, desse modo, o horário de funcionamento será das 8h às 18h.

“Somente no domingo 13 de dezembro, o comércio não abrirá suas portas devido ao feriado de Santa Luzia”, adianta o presidente do Secom, José Rodrigues, ressaltando que na data também não haverá expediente nos supermercados e Partage Shopping.

Na semana, o horário especial começa a valer a partir do dia 7 de dezembro. No período de 7 a 11 de dezembro, as lojas funcionarão uma hora a mais que o habitual, encerrando o expediente às 19h. Já no período de 14 a 18 de dezembro e 21 a 23 de dezembro, o horário de funcionamento será das 8h às 20h.

José Rodrigues informa que no dia 24 de dezembro, véspera de Natal, o comércio abrirá até as 18h. No dia seguinte, 25 de dezembro, não haverá expediente no comércio, nem nos supermercados e Partage Shopping por causa do feriado de Natal.

Nos dias 28 e 29 de dezembro o comércio funcionará em horário habitual, das 8h às 18h. Já no dia 31 de dezembro, último dia do ano, o expediente será das 8h às 14h.

O horário de funcionamento do comércio no fim de ano foi definido através de acordo entre o Secom e o Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejo). Conforme José Rodrigues, as empresas que abrirem aos domingos deverão pagar diária em dobro e folga aos seus funcionários. As horas excedentes deverão ser pagas como horas-extras.

Ainda de acordo com o Secom, no período do ciclo natalino, as empresas deverão fazer as divisões de turmas, com duas horas de intervalo para almoço, e as horas excedentes da jornada normal serão pagas como extras. Já os empregados estudantes ficam dispensados do cumprimento deste horário.