Ceia magra

Embora timidamente, o comércio varejista em Mossoró iniciou mobilização para o Natal, no esforço de aumentar vendas no final do ano. O setor, contudo, precisará de muita engenhosidade para despertar, no consumidor, a coragem da compra. Porque o desejo de gastar existe e até aumentará próximo mês, entretanto, o clima de pessimismo com a economia limitará as despesas no ciclo natalino. E não só por falta de confiança com o país, mas devido à falta de dinheiro mesmo. Com a inflação achatando o poder de compra e ameaça de desemprego, as famílias tendem a priorizar itens indispensáveis. Com isso, os gastos extras do final de ano serão mais curtos, presentes em menor quantidade e baratos, e a ceia natalina mais magra. Ou seja, nem o Natal salvará 2015.

Batalha
A Câmara de Mossoró tende a protagonizar, na sessão de hoje, mais um ferrenho embate entre as bancadas de governo e de oposição. Os vereadores medirão forças para decidir quais emendas serão acatadas ao Orçamento Municipal de 2016.

Educação
Estreou ontem à noite, no Teatro Dix-huit Rosado, o espetáculo “O Louco”, encenado por estudantes, da Associação de Arte Cidade Viva de Mossoró, com apoio do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte. A peça oferece mensagem educativa contra álcool e outras drogas.

Mais trabalho
O carnaval do próximo ano começará na primeira semana de fevereiro. Será de 6 (sábado) a 9 (terça-feira). Isto é, em 2016, o ano começará mais cedo no Brasil.

Segurança
Semana passada, o vereador Lucélio Guilherme (PTB) requereu à Prefeitura de Mossoró instalação de Base Integrada Cidadã (BIC) no conjunto Abolição II. A BIC funcionaria na antiga Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur), cujo prédio está inutilizado.

Necessidade
A reivindicação do vereador Lucélio é justíssima. Quase diariamente, a qualquer hora do dia e da noite, e há alguns anos, cidadãos na rua e comércios são vítimas de assaltos no bairro e adjacências, como o Abolição I.

Literatura
A quinta etapa do projeto “Autores Potiguares na Escola” será desenvolvida hoje, às 9h30, na Escola Municipal Celestino Pimentel, no bairro de Cidade da Esperança, em Natal. Mais dez escolas serão contempladas com estante expositora em aço e 60 exemplares de obras literárias de autores potiguares.

Bom exemplo
Desenvolvido pela vereadora Eleika Bezerra (PSDC), o projeto tem investimento de R$ 14,6 mil, provenientes do salário da parlamentar, que beneficiará cerca de 4,4 mil alunos. Bem que a iniciativa poderia ser trazida para escolas de Mossoró, custeada pelo poder público ou pela iniciativa privada, ou pelos dois.

Passageiros
A Secretaria de Mobilidade Urbana de Mossoró anunciou que reiniciou, ontem, construção de 48 novas paradas de ônibus, com verba assegurada em parceria entre a Prefeitura de Mossoró e o Ministério das Cidades. Fica a torcida que as obras saiam mesmo do papel, e logo, que não fiquem para próximo da eleição.