Universo

PÍLULAS PARA O SILÊNCIO (PARTE CCIII) – Clauder Arcanjo

Chovia fino. Ele se aproximou num trotear miúdo. Sem se anunciar, desceu do cavalo, coçou a barba rala e ajeitou o chapéu sobre a cabeça. Nesse instante lembrou-se de que saíra dali havia mais de dez anos. Quando entrou no alpendre,…

NOSSOS POETAS – Sávio Tavares

O poeta SÁVIO TAVARES nasceu aos 22 de abril de 1961 em São Rafael/RN e nos primeiros anos da década de 60 veio a residir na “cidade dos poetas”, Assú, onde fez o seu ensino primário e ginasial no Instituto Padre Ibiapina. Teve seus…

REMINISCENCIAS – RADIALISTA EVARISTO NOGUEIRA

Vasculhando com muita atenção as folhas da história antiga, ligada estritamente ao futebol, me deparei com uma personalidade de nossa terra, especialmente do Alto de São Manoel, da família dos Leonardo, na documentação escrita do…

Tio Chico Muniz

Tio Chico Muniz era um jovem de 83 anos. Vaidoso, mantinha o cabelo sempre preto igual à asa da graúna. Totalmente o oposto de meu pai, o velho Pedro, seu irmão. Tio foi um dos primeiros fotógrafos de Iracema, talvez o primeiro. Seu acervo…

PÍLULAS PARA O SILÊNCIO (PARTE CCII) – Clauder Arcanjo

No isolamento, senti a saudade do ar livre, da conversa no alpendre, do convívio com a meninada. Nem imagino quanto tempo ficarei neste quarto. O tamborete encostado junto à porta é a maior proximidade que me deixam ficar de tudo lá…

2021 e uma crônica quase obituário

E 2021 começou da mesma forma que findou 2020. Carregado de dissabores, desmontando a farsa dos fogos e qualquer sinal de mudança de por causa de um segundo a mais ou a menos no relógio. O tempo muda o tempo inteiro, e como na música de…