Campanha de vacinação de cães e gatos contra raiva tem início e segue até janeiro

A Campanha antirrábica Canina e Felina 2015 teve início ontem e prossegue até 15 de janeiro de 2016, com o Dia D de Mobilização da campanha acontecendo em 28 deste mês, quando os locais de vacinação estarão abertos das 8h às 17h. Devem ser levados todos os cães e gatos saudáveis, a partir dos dois meses de idade.

O Programa Estadual de Controle da Raiva da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) estima que no Rio Grande do Norte a população de cães atinja 512.379 animais e a de gatos 206.130, totalizando 718.509 animais. A expectativa é vacinar no mínimo 80% deste número.

Este ano, de janeiro a outubro, 34 animais foram diagnosticados com raiva, sendo 13 em bovinos, 12 em morcegos, quatro cães, dois porcos, duas raposas e um cavalo. Os cães são dos municípios de Caicó, São José de Mipibu, Senador Elói de Souza e Serra Caiada. “O que chama a atenção da Secretaria é que este ano já tivemos casos de raiva confirmados em quatro cães, que poderiam ter sido prevenidos com a vacinação. O que nos preocupa é que por o cachorro ser o animal que está mais próximo do homem, a população acaba ficando em um risco maior”, alertou Cintia Higashi, subcoordenadora de Vigilância Ambiental da Sesap.

De acordo com Cintia Higashi, o último caso de raiva humana no Rio Grande do Norte foi em 2010, transmitido por um morcego. “Este ano, no estado vizinho da Paraíba, foi confirmado um caso de raiva humana, no município de Jacaraú. Neste caso, o animal agressor foi um gato, o que reforça a necessidade das pessoas vacinarem seus animais, já que a raiva é uma doença que leva à morte em aproximadamente 100% dos casos”, disse.

No ano passado, o RN conseguiu atingir a meta de 80,3% dos gatos e 82,5% dos cães vacinados, graças ao trabalho em parceria realizado entre União, Estado, Municípios, mídia e principalmente a população. Nessa parceria cabe ao nível estadual apoiar, divulgar, coordenar, monitorar, adquirir seringas e agulhas, distribuir aos municípios as vacinas recebidas do Ministério da Saúde juntamente com os demais insumos, análise dos dados, dentre outras ações.