Câmara Municipal analisa emendas e decide hoje formato do Orçamento 2016

O plenário da Câmara de Mossoró decide hoje como ficará o Orçamento da Prefeitura para 2016. Na sessão ordinária da manhã desta terça-feira, a Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade anunciará sua decisão sobre as 244 emendas dos vereadores ao projeto do Orçamento Geral do Município (OGM), enviado pelo Executivo.

No parecer do colegiado constará as emendas rejeitadas e aceitas. A decisão será referendada pelo plenário, que, em seguida, votará o projeto em si (nº 1172/2015), em primeira votação. A segunda e última votação da matéria está marcada para próxima terça-feira (30), e tem caráter simbólico, pois em geral referenda a primeira análise.

O anúncio da Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade é aguardado com expectativa nos bastidores da Câmara, sobretudo em relação às emendas apresentadas de autoria de vereadores da oposição. O colegiado é controlado por dois dos mais fiéis aliados do prefeito Francisco José Júnior (PSD) na Câmara.

A vereadora Izabel Montenegro (PMDB) é a presidente, e o vice-presidente, vereador Manoel Bezerra (DEM). O único oposicionista é o vereador Genivan Vale (PROS), secretário, que é voto vencido. Até os suplentes no colegiado são governistas: Alex do Frango (PV) e Lucélio Guilherme (PTB).

Ademais, a bancada governista é sobejamente majoritária no plenário: 16 membros, contra 5 da oposição. Ou seja, a decisão da Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade será referendada pelo plenário. Porque, logicamente, em provável rejeição às emendas oposicionistas, os vereadores da oposição não têm voto suficiente para reverter o quadro.