Marcos Paulo Medeiros foi diagnosticado com leucemia e está internado no Centro de Oncologia.

Busca por doador de medula óssea para jovem de 18 anos continua

Familiares e amigos continuam a campanha em busca de um doador de medula óssea para o jovem Marcos Paulo Medeiros, de 18 anos, diagnosticado com leucemia. O rapaz, morador do município de Almino Afonso, está internado no Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró (COHM) desde a semana passada e, de acordo com familiares, está reagindo bem ao tratamento e mantém a esperança de encontrar um doador compatível.

“Agradecemos a ajuda de todos que doaram sangue e enviaram mensagens de apoio. Mantemos a fé na recuperação. Pedimos que incluam o Paulo em suas orações e aqueles que ainda não doaram que, por favor, nos ajudem doando sangue e se cadastrando para doar medula óssea”, disse Liany Carlos, prima de Marcos Paulo.

Marcos Paulo continua necessitando de doações de sangue. Por isso, quem puder deve fazer a doação no Hemocentro de Mossoró em nome de Marcos Paulo Medeiros Carlos de Amorim. Embora o jovem possua tipo sanguíneo A+, o Hemocentro recebe e necessita de todos os tipos sanguíneos para reforçar o estoque.

Esta semana, um grupo de conselheiros tutelares da cidade de Almino Afonso veio a Mossoró para doar sangue ao jovem e se cadastrar como doadores de medula óssea.

“É importante a gente se mobilizar para tentar salvar a vida deste nosso amigo. Estamos fazendo o que podemos, compartilhando a campanha de doação nas nossas redes sociais e convidando quem encontramos na frente. Temos fé que iremos conseguir um doador compatível”, disse o conselheiro tutelar Francisco Fagner.

Conselheiros tutelares de Almino Afonso ajudam na campanha de doação para Marcos Paulo (Foto: Luciano Lellys).
Conselheiros tutelares de Almino Afonso ajudam na campanha de doação para Marcos Paulo (Foto: Luciano Lellys).

DOAÇÃO DE MEDULA ÓSSEA

No cadastro como doador de medula óssea, é retirada amostra de apenas 5 ml de sangue, que passará por exames de compatibilidade. Caso compatível com alguém que necessite, o doador é contactado e convidado a doar medula em Natal, com transporte executado pelo Governo do Estado, e em 24 horas após o procedimento já recebe alta hospitalar.

As equipes de saúde ressaltam que a doação não traz riscos ao doador e é essencial para salvar vidas. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a chance de encontrar um doador de medula compatível é de 1 em 100 mil.

Para doar medula óssea é seguir os seguintes critérios:

  • Ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos devem ser acompanhados dos pais);
  • Apresentar documento oficial com foto;
  • Ser Saudável;
  • Pesar acima de 50kg;
  • Evitar alimentos gordurosos antes da doação, e;

• Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação;