Base Nacional Comum Curricular é tema de encontro com gestores municipais e de escolas particulares

AREIA BRANCA – Gestores municipais e representantes das escolas particulares do município estiveram reunidos na terça-feira, 20, às 9h, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, para tratar da mobilização em torno da Base Nacional Comum Curricular (BNC). O encontro foi realizado pela Secretaria Municipal de Educação juntamente com o Conselho Municipal de Educação (CME) de Areia Branca.
No encontro foi tratado sobre o documento preliminar lançado no dia 16 de setembro, que deixa claro os conhecimentos essenciais aos quais todos os estudantes brasileiros têm o direito de ter acesso e se apropriar durante sua trajetória na educação básica, ano a ano, desde o ingresso na creche até o final do ensino médio. Com ele os sistemas educacionais, as escolas e os professores terão um importante instrumento de gestão pedagógica e as famílias poderão participar e acompanhar mais de perto a vida escolar de seus filhos.

Com a BNC, ficará claro para todo mundo quais são os elementos fundamentais que precisam ser ensinados nas áreas de conhecimento: na matemática, nas linguagens e nas ciências da natureza e humanas.

Os expositores reforçaram que a BNC é uma conquista social. “Sua construção é crucial para encontrarmos um entendimento nacional em torno do que é importante no processo de desenvolvimento dos estudantes brasileiros da educação básica. Entender seu real significado e participar da sua construção é direito e dever de todos”, enfatizaram.

Da reunião participaram o secretário municipal de Educação, Vicente Faustino Filho; a professora Marta Pereira, presidente do Conselho Municipal de Educação; e o professor Carlos Alberto de Oliveira, como colaborador. Além dos representantes dos estabelecimentos de ensino da rede privada.

“Nosso objetivo é formar uma rede de colaboradores onde todos os professores, comunidade escolar e representantes da sociedade possam atuar com precisão e participar na construção do documento final”, enfatizou a representante do CME/Areia Branca, Marta Pereira.