Bares e Restaurantes pedem que poder público não se precipite diante do avanço do COVID-19

Setor foi um dos mais prejudicados durante pandemia

Acompanhando o crescente aumento de casos do COVID-19 no estado do Rio Grande do Norte e considerando a situação crítica da região Oeste, a Abrasel solicita que seja feita uma análise equilibrada acerca da atuação do setor para que nenhuma decisão precipitada seja tomada. Além disso, reitera que todos os segmentos também devem ser fiscalizados e que é preciso aumentar a conscientização da população sobre seu papel no combate ao novo coronavírus.

Confira na íntegra a nota:

”A Abrasel, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, defende a necessidade de uma análise tranquila e baseada em fatos para que não sejam tomadas decisões precipitadas diante do crescimento de casos de Covid 19.

A Associação ressalta que desde a reabertura do setor, no início de julho, os índices analisados pela Prefeitura Municipal de Mossoró e sobretudo pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte se mantiveram estáveis ou em queda conforme sempre divulgado pelo comitê científico, secretarias de saúde e demais órgãos responsáveis.

É notório que o fato novo havido nos últimos 30 dias foi à movimentação causada pelas eleições e deve ser causadora desse aumento de contaminados. É preciso que antes de qualquer decisão precipitada, que o sistema de saúde seja recomposto para atender a atual demanda e que depois de 15 dias, novas análises sejam feitas.

Junto a isso a Prefeitura de Mossoró e demais municípios da região Oeste, em conjunto com o Governo do Estado, devem reforçar a fiscalização em todas as cidades da região, nos mais diversos segmentos e não só no setor de Alimentação Fora do Lar, para que assim se possa cumprir com os atuais decretos municipais e estaduais vigentes.

Entendemos que é preciso aumentar a conscientização da população e colocamos a Abrasel e todos os nossos associados à disposição para colaborar nesse sentido.”