A voz do povo contra o marketing oficial

Uns dizem “faltou”. Outros, “não havia”. A mulher barulhenta aguardando para testemunhar numa audiência na Terceira Vara de Família jurava, em altíssimo som: “Às seis da tarde, a ‘hora do anjo’, não tinha uma lâmpada acesa no Cemitério Velho, no Dia de Finados”. E a culpa, segundo ela, após definir-se como revoltada contra todos os políticos do Brasil e do mundo, “é daquele prefeitinho”, esse isso, esse aquilo, “que gastou 500 mil numa praça que não vale 100, e deixou de pagar à  Cosern”.  Até  assaltos  e  acidentes ocorreram, de acordo com a senhora que ou delirava, como num surto retardado por medo de assombração, ou não foi atingida pelas mensagens dos marketeiros da prefeitura nas redes sociais e nas emissoras de estimação do burgomestre.

Ressaca
Feriadão sem ressaca não é feriadão. Por isso, 45 mil motoristas brasileiros, autuados nas estradas federais por excesso de velocidade, estão à base de antiácidos e analgésicos para suportar o embrulho no bolso do estômago, com os novos valores das multas de trânsito.

Refugiados
A União Europeia anuncia a destinação de 62 milhões de euros para socorro aos refugiados sírios. A ajuda difundida por meio da Agência Lusa tem até um rótulo simpático, humanitário, mas seu objetivo prático é manter o mundo pobre longe do mundo rico. É literalmente pagar para não ver.

Livro
Aguardando os amigos Gutenberg Costa, Bob Mota, Ivaldo Batista e David Leite que lançam obras na Feira do Livro de Mossoró. O evento começa hoje e segue até domingo, sob o comando de Rilder Medeiros e Osnir Damásio. O jornalista Osair Vasconcelos também manda seus escritos, mas, infelizmente, não desembarca na cidade.

Contradição
A bancada governista na Câmara diz e se desdiz no mesmo discurso ao afirmar que a antecipação de royalties pretendida pelo prefeito Franco José da Silveira Júnior não é para cobrir os rombos de sua gestão, e sim para pagar contas atrasadas, a exemplo dos salários dos terceirizados. Para que gastar saliva, se a parada está vencida por antecipação?

Acunha!
Falando em coisas previsíveis, alguém acredita em resultado desfavorável a Eduardo Cunha no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados?

Telemarketing
Sindicalistas do ramo de telemarketing apresentaram proposta de projeto ao Senado da República para regulamentar a profissão e instituir piso salarial de R$ 1.050,00. Se fizerem lobby com a mesma veemência com que oferecem produtos e fazem cobrança, a aprovação sai antes do recesso.

Uber tupiniquim
Taxistas previdentes, antecipando-se à febre do Uber, cuja liberação foi mantida pela Justiça em alguns Estados, criaram um aplicativo para os usuários contratarem corrida com mais conforto. Procura aí, quem quiser, pelo “Táxi Mossoró” nos bancos de aplicativos para smatphones.

Florbela Espanca
“Perdi meus fantásticos castelos/ Como névoa distante que se esfuma…/ Quis vencer, quis lutar, quis defendê-los:/ Quebrei as minhas lanças uma a uma!”.

Perigo
As ruas laterais ao Sesc, que dão acesso a duas escolas, estão perigosamente esburacadas.

Thábata
As fãsnáticas de Choelma estão viradas num traque cibernético com Thábata Mendes. As redes sociais bombaram quando nossa conterrânea apareceu na TV, linda igual a sempre, ao lado de Chimbatinha, que espancava um violão mágico capaz de reproduzir qualquer acorde sem sair do lá maior. Tô nem aí para as recalcadas e não vou ficar “tão frio, distante, tão calado”, vou é aprender a dançar Calypso com o grande dançarino e jornalista Márcio Costa.