Logo após o discurso do presidente Jair Bolsonaro na Cúpula de Líderes sobre o Clima nesta quinta-feira (22), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, informou que o governo vai dobrar o orçamento deste ano para ações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia.

Presidente promete fim das emissões de gases de efeito estufa até 2050

Em entrevista, o ministro não citou os valores que, segundo ele, ainda estão pendentes na negociação do orçamento, mas destacou que se houver disponibilidade “o presidente vai dobrar o recurso”. Salles acrescentou que com a duplicação dos recursos, o governo poderá arcar com os custos de apoio de órgãos como as polícias Federal e Rodoviária, equipes da Força Nacional e também do apoio logístico das Forças Armadas.

Além do orçamento nacional, o ministro também espera os recursos de países e empresas estrangeiras para antecipar as metas e aumentar o incentivo econômico da região. De acordo com ele, o governo dará início as ações de comando e controle contra o desmatamento ilegal a partir do dia 1º de maio.

Fonte: Brasil 61