sábado , 16 de dezembro de 2017
Home / Opinião / Reminiscências / Wilson Bezerra – Raimundo Florêncio Pinheiro – Gente De Nossa Terra

Wilson Bezerra – Raimundo Florêncio Pinheiro – Gente De Nossa Terra

Somos parte de uma história e dela nos preocupamos quanto aos fatos parceiros de nossa gente. Acabamos por entender ser a história o relato de significativo acontecimento, o que a humanidade fez ou deixou de fazer, suas razões pelos quais questiona os movimentos políticos, sociais, e econômicos da própria sociedade da qual faz ou fez parte.

Revendo os fatos catalogados na história mossoroense, nele encontramos que o advogado e professor Raimundo Florêncio Pinheiro assumiu a gerência da Editora de Jornais Ltda., cuja editora era responsável pela editoração de O Mossoroense, em substituição ao jornalista e radialista Assis Alves.

Homem de hábil capacidade, bem relacionado com os patrícios, de ideias destacáveis quanto ao progresso e desenvolvimento da cidade, por onde trabalhou deixou suas marcas, pelo bom desempenho.

Ocorre que até a publicação desse registro histórico sobre o seu passado, o professor Raimundo Florêncio permanece vivo e reside por questões particulares em Teresina no Piauí, de onde vem algumas vezes do ano visitar amigos e familiares.

Profissional competente bem sucedido nesta cidade onde conviveu longa existência, exercendo várias atividades inclusive balconista da Farmácia Rio Grande de propriedade do comerciante Francisco Cordeiro de Oliveira, já falecido, mais que teve efetiva atuação no comércio mossoroense.

O cidadão Raimundo Florêncio, sempre um dedicado profissional, inclusive como professor, quando no exercício dessa atividade por algum tempo. Afinal de contas numa ascensão profissional formou-se em Direito e passou a dedicar com veemente interesse a profissão, saindo de Mossoró para exercê-la lá pras bandas do Piauí.

Nesta cidade até quando esteve, tinha seu escritório prestando serviços de assessoramento jurídico em algumas empresas e a particular com sucesso por ter sempre como meta de vida a honradez no exercício da atividade.

A pesquisa tem vantagem porque o sujeito revive o passado, e descobre o que passou antes da nova geração.

Folheando a fonte documental encontramos elogios à pessoa do professor e advogado Raimundo Florêncio e daí decidi trazer essa revelação a público, em especial aos que não o conheceram, para que passem a entender o alto nível de significação que tem o estudo do passado e que assim seja revivido como fonte de conhecimento que nos engrandece.