sexta-feira , 13 de dezembro de 2019
Home / Destaques / Vereadora Sandra Rosado cobra reação de bancada contra cortes na educação
Vereadora Sandra discursa na solenidade

Vereadora Sandra Rosado cobra reação de bancada contra cortes na educação

Medida atinge duramente educação em Mossoró, diz Sandra Rosado, inconformada com a imobilidade da bancada federal em relação ao assunto

A vereadora Sandra Rosado (PSDB) cobra da bancada federal do Rio Grande do Norte posicionamento mais firme no Governo Federal, contra o corte nacional de 30% no orçamento das Instituições de Ensino Superior (IESs) federais. No Rio Grande do Norte, o bloqueio soma mais de R$ 101 milhões anuais e atinge o Instituto Federal de Educação Tecnológica (IFRN), Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) e Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

“Não podemos assistir a essa situação de braços cruzados. Como vereadora de Mossoró e defensora da educação que sempre fui, apelo à bancada federal do Estado que busque entendimento e medidas junto ao Governo Federal, para que essa medida não seja levada adiante. É inaceitável que a educação seja tratada de forma tão desastrosa”, protesta.

Impacto

Os cortes, segundo Sandra, afetam diretamente a educação mossoroense. Além do campus do IFRN, que teve recursos cortados, a Ufersa teve um total de R$ 15,8 milhões contingenciados, sendo R$ 12,8 milhões de custeio e outros R$ 3 milhões previstos para investimentos na universidade, que possui ainda campis nos municípios de Caraúbas, Pau dos Ferros e Angicos.

“Precisamos adotar uma postura mais firme e lutar contra esses cortes, que causarão sérios danos à educação de milhares de alunos, professores e instituições, que terão inviabilizados projetos de ensino, pesquisa e extensão”, alerta.

O anúncio dos cortes de 30% nos orçamentos de todas as instituições de ensino federais do país foi feito pelo Ministério da Educação, na última terça-feira, 30. Ao todo foram cortados R$ 59 milhões da UFRN, R$ 27 milhões do IFRN, além dos R$ 15,8 milhões da Ufersa.