Notice: Undefined property: WP_Error::$ID in /home/omossoroensecom/public_html/wp-includes/class-wp-user.php on line 170

Notice: Tema sem header.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo header.php em seu tema. in /home/omossoroensecom/public_html/wp-includes/functions.php on line 3942
Varejo registra queda de 38% nas vendas por causa da greve nacional – Jornal O Mossoroense Varejo registra queda de 38% nas vendas por causa da greve nacional – Jornal O Mossoroense

Home / Brasil / Varejo registra queda de 38% nas vendas por causa da greve nacional
Dado é baseado em empresas que trafegam pela Linx e considera os principais segmentos afetados pela paralisação dos caminhoneiros pelo Brasil.
Dado é baseado em empresas que trafegam pela Linx e considera os principais segmentos afetados pela paralisação dos caminhoneiros pelo Brasil.

Varejo registra queda de 38% nas vendas por causa da greve nacional

A Linx, especialista e líder em software de gestão, identificou queda de 38% das vendas do varejo no final de semana marcado pela paralisação dos caminhoneiros por todo o País. A análise foi baseada na emissão de nota fiscal eletrônica (NFC-e) de quatro dos principais segmentos em que a empresa atua.

O indicador de 38%, que abrange todo o Brasil, considera o desempenho do último final de semana (26 e 27 de maio) em comparação com os dias 19 e 20 deste mês nos segmentos de postos de combustíveis, automotivo, food service e shopping centers.

Como esperado, a falta de combustíveis fez com que os postos mantivessem o índice negativo de 49%, enquanto o segmento automotivo vendeu 30% menos no período. O setor alimentício apresentou baixa de 27% e os shopping centers perderam 25% das vendas.

Situação em cada estado

Em São Paulo, as vendas diminuíram 42%, índice maior do que a média nacional. Já no Rio de Janeiro, a queda foi de 26%. Confira abaixo o desempenho dos demais estados.

19/20 x 26/27 de maio
Acre: -12%
Alagoas: -22%
Amapá: -11%
Amazonas: -9%
Bahia: -50%
Ceará: -15%
Distrito Federal: -24%
Espírito Santo: -49%
Goiás: -26%
Maranhão: -28%
Mato Grosso: -45%
Mato Grosso do Sul: -24%
Pará: -26%
Paraíba: -38%
Paraná: -47%
Pernambuco: -45%
Piauí: -24%
Rio de Janeiro: -26%
Rio Grande do Norte: -19%
Rio Grande do Sul: -51%
Rondônia: -27%
Roraima: -21%
São Paulo: -42%
Sergipe: -31%
Tocantins: -39%