quinta-feira , 13 de dezembro de 2018
Home / Destaques / Transformação e diversificação

Transformação e diversificação

FHC / OSESP Toffoli STF

Em entrevista publicada nas páginas amarelas da revista Veja, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, 87 anos, mostra a lucidez e a experiência de um político que ocupou os mais elevados cargos na política nacional.

José Antônio Dias Toffoli, com apenas 51 anos de vida, está ocupando o posto de presidente do Supremo Tribunal Federal, a mais alta Corte de Justiça do país tendo, antes, sido Advogado Geral da União, no governo Lula.

FHC lembra que o mundo contemporâneo tem muita diversidade. A família era marido, mulher e filhos. Os líderes, hoje, têm ou tiveram várias mulheres. E continua lembrando que a realidade mudou, a diversidade passou a ser parte da vida.

Para Dias Toffoli, presidente do STF e do CNJ, afirma que, diante de uma sociedade em transformação, a Justiça tem que se transformar. Acrescenta que a gestão do Poder Judiciário deve seguir três fundamentos: eficiência, transparência e responsabilização.

Sobre os que foram eleitos em 2018, FHC faz um alerta, ressaltando que política não é uma escolha de quem é mais competente, quem é melhor. É de quem, naquele momento, bate com o sentimento do eleitor.

FHC considera que Toffoli representa o encerramento de um ciclo iniciado com a Constituinte, de 1988. Acredita que esse ciclo não será permanente. O eleitor está apostando no sucesso do novo modelo que se inicia.
Toffoli lembra que a sociedade deposita muita esperança no Poder Judiciário e anseia por resultados. “Se a sociedade está em transformação, a Justiça também precisa se transformar”.

Com palavras diferentes, FHC, aos 87 anos, defende o mesmo que Toffoli, de apenas 51. O melhor é todos compreenderem que precisam participar dessa transformação.