quinta-feira , 22 de agosto de 2019
Home / Opinião / Toque Esportivo / Toque Esportivo – Propostas para o esporte.

Toque Esportivo – Propostas para o esporte.

Novos prefeitos e vereadores estão sendo eleitos em todo o Brasil em 2016 para começar a trabalhar, pelos próximos quatro anos, a partir de 2017, e eu pergunto: qual deles tem as melhores propostas, se tiverem, de políticas públicas para o esporte? E esse questionamento deve ser feito agora e, lembrado aos eleitos a partir do primeiro dia de trabalho. Olhemos qual candidato se queixa da violência e, de forma concreta, o que faz ou se propõe a fazer, para combater o problema, pois sabemos, o esporte é uma das alternativas de ocupação e até, profissão. Investindo no esporte com políticas públicas bem definidas e constantes, certamente teremos menos marginais nas ruas. O momento é de reflexão e, não adianta passar quatro anos reclamando, cobrando e, na hora de voto, no momento de eleger alguém com visão voltada também para o esporte, escolher justamente aquele que não tem interesse no tema. Pensem nisso.

PUNIÇÃO DE FAZ DE CONTA

O Brasil anda cheio de punições de faz de conta. Isso acontece em diferentes setores de nossa sociedade e no esporte não é diferente. Vejam a recente punição das torcidas do Palmeiras e do Flamengo que andaram se enfrentando em Brasília, e o Superior Tribunal de Justiça Desportiva resolveu aplicar uma punição fantasiosa.

Para o torcedor do Flamengo, o castigo veio em forma de proibição do acesso em dois jogos fora de casa, ou seja, mando de campo do adversário. Uma piada. E para o Palmeiras, deixaram o espaço vazio no estádio no qual ficaria a torcida organizada, uma graça de decisão. Nos dois casos fica claro que as torcidas, se desejarem, podem ou poderiam ir ao estádio. Enfim, punição de faz de conta.

ARBITRAGEM

Preocupa, mais uma vez, a atuação da arbitragem no Campeonato Brasileiro. Percebemos que um time se sente prejudicado no jogo do meio de semana, deita falação em cima dos árbitros e, na partida seguinte, esse que se queixou é estranhamente beneficiado. O caso se torna mais grave pelo fato da competição se afunilar rumo ao seu final e, erros ou “erros” de arbitragem podem refletir direto na definição do título ou das vagas na Libertadores.

CONFUSÕES

A segunda divisão do Campeonato Estadual no Rio Grande do Norte mostrou cenas lamentáveis na última rodada. Jogadores deixando a bola de lado e partindo para as vias de fato. Não é um bom exemplo tomar esse caminho, pois o atleta tem que ser exemplo e, com esse tipo de atitude, embora os times envolvidos não tenham tantos torcedores, podem transferir esse conflito para as arquibancadas.

ACESSO

O time do ABC ainda vai ao interior de São Paulo, dia 30 de setembro, enfrentar o Botafogo local, mas já cuida da logística da partida do dia 7 de outubro em Natal. Confronto que já foi batizado de “o jogo do acesso” pode sacramentar a volta do alvinegro a segunda divisão do futebol nacional. Entre as providências, já começou a venda de ingressos e, pelas informações, a venda supera a expectativa.

AVENTUREIROS

Cuidado eleitor e desportista. Tem muito aventureiro indo a jogo amador e até competição de gol mirim, pousando de amigo do esporte, sem a menor intimidade com o assunto. Já deu para entender, a caça mesmo é pelo voto e, se você cair nessa conversa, estará mandando seu interesse pelo esporte direto pela linha de fundo ou, pior ainda, marcando um gol contra.

TREINADOR

Já tem time se antecipando para o futuro e montando sua comissão técnica. Pelas informações que chegam de Natal quem adotou essa providência foi o Alecrim. Anunciou a contratação do ex-jogador do Flamengo, Athirson como seu treinador para a temporada 2017 do Campeonato Estadual. Sua experiência na função é uma passagem pelo São Cristovão e o Flamengo, esse do Piauí. Seja bem vindo.

ÍDOLO do Flamengo-RJ a presença de Athirson, no Alecrim, é uma atração para o estadual potiguar.

EQUIPE mossoroense de karatê confirmada fase final do brasileiro em São Paulo.

TORCEDOR do Fluminense, com razão, anda feliz. Time melhorou na Série A.

RETA final do brasileirão com preocupação para São Paulo e Internacional.