terça-feira , 21 de maio de 2019
Home / Opinião / Toque Esportivo / Toque Esportivo: Da alegria a tristeza no futebol.

Toque Esportivo: Da alegria a tristeza no futebol.

Da alegria extrema para a extrema tristeza. Assim podemos definir o momento que vive o time da Chapecoense, seus dirigentes, jogadores e torcedores. Enfim, eu diria, o futebol brasileiro e mundial vive um momento de profundo pesar pelo acidente envolvendo o avião que transportava a delegação da equipe catarinense que jogaria na Colômbia. Mortes acontecem todos os dias, inclusive bem próximo a nós, principalmente pelo ambiente de violência que vivemos, porém, não podemos fazer comparativos quando morrem vários trabalhadores em atividade lícita, com aquele que resolveu arriscar sua própria vida no mundo do crime. Pelo respeito que temos aos nossos semelhantes, sentimos pela vida que termina de forma trágica, mas o sentimento é maior se as vítimas são pessoas do bem, como aconteceu com os atletas e demais profissionais, inclusive da crônica esportiva, que estavam no avião que caiu na Colômbia. Pessoas que nós não conhecemos, mas sofremos pois acompanhamos o trabalho por eles realizados em vida.

O ARTILHEIRO BRUNO RANGEL

Como já citamos na matéria, uma torcida em particular acompanha com mais atenção e até sofrimento o acidente que vitimou a delegação da Chapecoense que se preparava para disputar o seu primeiro título internacional, Copa Sul-Americana. O atacante Bruno Rangel, que já vestiu a camisa do Baraúnas, estava entre as vítimas fatais, lamentavelmente.

O jogador passou pelo tricolor em 2009 e desde a sua chegada a Chapecoense tem sido um dos destaques da equipe. Se tornando inclusive, o principal artilheiro da história do clube, superando o então detentor da marca, jogador Índio. Aos torcedores do Baraúnas e a família do jogador Bruno Rangel, nossa solidariedade.

CONTERRÂNEO

Infelizmente, além de Bruno Rangel que já passou por nosso futebol, fazia parte também da delegação da Chapecoense o jogador potiguar, nosso conterrâneo, José Gildeixon Clemente de Paiva, mais conhecido por Gil, natural de Santo Antônio. O atacante começou sua carreira em 2005 e, jamais defendeu um clube do Rio Grande do Norte, atuando no futebol de São Paulo, Bahia, Pernambuco e Paraná, entre outros.

VICE

No Potiguar, além da preocupação com treinador e jogador, também é preciso encontrar alguém para assumir a vice-presidência. Cargo ficou vago com a desistência de Altanir Fernandes. O nome mais cotado é do ex-secretário de esportes da Prefeitura de Mossoró e, atual presidente da PREVI, Abraão Dutra. Se ele aceitar, estará bem entregue.

NOTA

No Baraúnas a diretoria lançou em seu site uma nota contestando algumas informações que estão sendo divulgadas em relação a contratações para o Campeonato Estadual. Os dirigentes avisam que não autorizam ninguém, fora da diretoria, a falar em nome do clube e, as informações oficiais serão liberadas através da sua assessoria de imprensa. É a velha mania de alguns coleguinhas com a tal “notícia em primeira mão”. Vale o esforço, mas é preciso de amparar de informe oficial.

PROPOSTA

Enquanto alguns falam em proclamar a Chapecoense campeão da Sul-Americana, a CBF fez uma proposta mais sensata e justa, em nossa observação. A entidade propõe que o título seja dividido com o Atlético Nacional de Medellin. Entende que assim o time brasileiro poderá disputar a Copa Libertadores. Essa proposta, reforço, é mais justa com os envolvidos na final.

IMPERADOR

O Alecrim poderá ser a próxima sala de recuperação, ou tentativa, do jogador Adriano. O treinador do alviverde, Athirson, lembrou do seu nome e pode haver indicação oficial para que a diretoria do clube potiguar converse com o “imperador” como era chamado nos bons tempos de Flamengo. Adriano, que não joga desde o dia 14 de maio, tem vivido momentos de turbulências pessoais e, de pouco ou nenhum cuidado com sua vida de atleta profissional. É bilheteria e um grande risco.

SUSPENSA a rodada do Campeonato Brasileiro e decisão Copa do Brasil.

O Baraúnas desmente, mas são fortes os indícios de conversa com o treinador Humberto Santos.

NO Potiguar dirigentes conversam com a prefeita eleita Rosalba Ciarlini.

COISA de cartola brasileiro. Vasco sobe e treinador Jorginho deve perder emprego.