domingo , 22 de outubro de 2017
Home / Destaques / Secretário de Saúde do RN afirma que é preciso reforçar orçamento da saúde para 2018
George Antunes "Permanecer com a situação atual é impraticável”
George Antunes "Permanecer com a situação atual é impraticável”

Secretário de Saúde do RN afirma que é preciso reforçar orçamento da saúde para 2018

“É preciso renovar o orçamento da Saúde para 2018. O governador está trabalhando e buscando recursos junto ao Ministério da Saúde e também financiamento junto aos bancos para conseguirmos ampliar esse orçamento porque permanecer com a situação atual é impraticável”.

A declaração foi dada pelo secretário de saúde do Estado, George Antunes, em entrevista a TV Tropical na manhã desta quinta-feira (10). De acordo com George Antunes, as dificuldades que fizeram o Estado decretar calamidade na saúde pública são principalmente a escassez de recursos financeiros e o déficit de pessoal. Com o aporte de recursos do Ministério da Saúde, o Governo do Estado está conseguindo retomar a credibilidade junto aos fornecedores.

Já foram recebidas duas parcelas de R$ 50 milhões o que permitiu a renovação de contratos que estavam em aberto com cooperativas médicas e prestadores de serviço. Também foi quitada parte da dívida com fornecedores de medicamentos, possibilitando o abastecimento de medicamentos e material médico-hospitalar.

Sobre os sete hospitais regionais incluídos no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre Governo do Estado e Ministério Público, George Antunes reafirmou o trabalho de parceria com os municípios.

“São hospitais com menos de 50 leitos, que desenvolvem atividades de atenção primária. Estamos construindo uma proposta junto com os municípios para otimização dessas unidades, cumprindo nosso papel que é prestar apoio técnico e financeiro aos municípios”, afirmou o secretário.

Paralelo a isso, o secretário afirma que o processo de regionalização vem sendo retomado, com a ampliação de leitos de UTI em Caicó, Currais Novos e Pau dos Ferros, além de aquisição de tomógrafo e reformas em diversas unidades. Em Mossoró está sendo feita a ampliação da contratualização com a rede privada para os atendimentos de neurocirurgia, ortopedia e cirurgias cardíacas.

Para suprir o déficit de pessoal, está em andamento na Secretaria de Recursos Humanos do Estado o processo para a realização de um concurso público. De forma mais rápida, um processo seletivo simplificado será realizado ainda este ano para contratação temporária de 500 servidores, nas especialidades de medicina, enfermagem, farmácia e técnicos de enfermagem.