sábado , 25 de novembro de 2017
Home / Destaques / RN possui 192 mil surdos e deficientes auditivos
RN possui 192 mil surdos e deficientes auditivos
Nesta sexta-feira, 10, é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez.

RN possui 192 mil surdos e deficientes auditivos

Em nosso dia a dia é constante a presença de diversos sons, que por vezes nos deixam perdidos sem saber de onde saiu cada um. E mais comum ainda é o nosso costume, de aumentar o volume só pra ouvirmos o que nos interessa como o som da música, da TV ou do rádio. Esses inúmeros sons que nos atingem por vezes voluntária ou involuntariamente podem causar sérios riscos à nossa audição, por esse motivo neste dia 10 de novembro no Brasil é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez.

De acordo com os últimos sensos, no Rio grande do Norte possui 192 mil surdos e deficientes auditivos. Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 10 milhões de brasileiros possuem alguma deficiência auditiva, representando 5% da população do país, dois milhões têm doença auditiva mais grave e 1,7 milhão sentem dificuldades para ouvir, além de 344,2 mil surdos.

A perda auditiva pode surgir mais cedo em moradores de grandes cidades ou que convivem em ambientes barulhentos ou sons intensos. Por conta disso, muitas pessoas acabam usando os fones de ouvidos para ouvir música e abstrair do barulho ambiente, porém o seu uso, deve ser moderado principalmente se estiver em nível acima do recomendado (é tanto que quando você aumenta o som com fones no seu Smartphone, aparece uma notificação para você tomar cuidado em causar risco a sua audição) e evitar passar longos tempos com ele.

Há casos de quem nasce com a perda auditiva e por isso é essencial a consulta com o médico, mas também pode-se adquirir a deficiência ao longo do tempo. No ambiente escolar podem também trazer inicio de danos auditivos às crianças desde seu desenvolvimento, pois é comum o barulho de crianças brincando na sala de aula, no recreio ou na escola em si, mas o excesso destes ruídos pode ocasionar falta de concentração, estresse e possivelmente desenvolver perda auditiva, que às vezes não é perceptível rapidamente, mas pode gerar problemas futuros.

É essencial, o exame de audição nas crianças desde pequenas e quanto mais cedo melhor, ou seja, qualquer pessoa que se sentir desconfiada em ter dificuldades para ouvir, deve procurar um médico otorrinolaringologista para diagnosticar a causa e tratar por meio medicamentos ou dependendo da situação, com o uso de aparelhos auditivos.