sexta-feira , 24 de janeiro de 2020
Home / Opinião / Reflexões Teológicas – Ricardo Alfredo
foto 03.2

Reflexões Teológicas – Ricardo Alfredo

REFLETINDO…

“Aprendi a dizer adeus… mesmo quando eu mais queria. Aprendiz… e como é duro a aprendizagem… o sábio, colhe tudo em silencio, e quando menos se espera, ele diz: Adeus”. (Teólogo e Escritor Ricardo Alfredo)

O TOMA LÁ DÁ CÁ DA NEGOCIATA POLITICA

A arte de negociar, sempre foi, e sempre será, a melhor forma de convivência entre os seres humanos. É dela, arte de negociar, que tudo pode encontrar uma forma de equilíbrio e harmonia. Assim deveria ser a ideia de política, visto que as decisões sempre deveriam serem pautas na arte de negociar e de buscar um equilíbrio entre as partes.

Todavia, o que há de verdade, é que, o interesse individual se sobrepõe ao interesse coletivo, e retira do bem comum a capacidade de existência. E nessa retirada, do bem comum, a população, fica abandona ao deus dará. E essas duas atitudes, cruéis, são geradoras das brechas, que conduz a corrupção e a admiração desastrosa.

A política em toda a sua história, está pauta na arte de negociar para que bem comum o bem comum social, e estes estejam diante de quem mais precisa que é a população mais carente. E assim, a conversação, analise são próprias da conduta de quem faz política social. Porém, esse negociar tomou proporções inaceitáveis. Enquanto a negociação estava na área do social e na busca pela melhoria de vida da população, tínhamos um caminho de justiça social e a diminuição entre os mais ricos e os pobres. Entretanto, em algum ponto deste percurso, a negociação saudável se tornou um “toma lá dá cá”, com práticas abomináveis. E pior, aceito como normal pro grande parte do povo e das autoridades.

E é neste “toma lá dá cá”, que a corrupção encontrou guarita nos corações doentes pela ambição do ter e do poder. E essa prática se tornou quase impossível de ser barrada, visto que, toda a sociedade se contaminou com este de modelo de vantagem, também conhecida como jeitinho brasileiro ou forma de burlar o que é justo. E assim, caminhamos observando, as gargalhadas dos que cometem maldades e por puro prazer, destrói o sonho do pobre e do necessitado, quando deixa de fazer concursos ou as nomeações são de incompetentes nas áreas administrativas.

A negociata se dar pela falta de honestidade entre o poder parlamentar e a administração pública, visto que ambos têm interesses sobre determinado assunto. Assim troca-se os cargos na administração pública em troca de apoio político em determinadas leis e ações.

Não é a atoa que a educação, vem cada dia descendo pelo ralo e cada vez mais temos visto os jovens sem rumo e sem a verdadeira aspiração ao bem e a vitória pelo trabalho. Tudo causado, pela escolha política desastrosa de colocar no comando, pessoas sem nenhum grau de preparo ou competência, apenas como pagamento de auxílio nas campanhas política.

Quando a negociação é aberta ao público e as propostas são de interesse coletivo, então é uma negociação legitima e democrática, pois gera benefícios a ambas partes (poder legislativo, executivo e ao povo) e a sociedade de modo geral. Entretanto, o que temos ouvido falar, são os maiores absurdos e abusos do poder. De forma tão doentia e cruel, as instituições que deveriam preservar a seriedade e a honestidade, como a igreja, já entraram no círculo vicioso do poder e passaram a vender os irmãos em troca de Barganha (cargos, terrenos, materiais e indicações políticas). E o pior, de forma aberta falam em nome de Deus, deixando o leigo, desorientado e sem saber para onde correr ou encontrar porto seguro.

A política é, foi, e sempre será importante no desenvolvimento humano. O grande Deus ensina as políticas celestiais nas sagradas letras, então as políticas humanas também devem serem ensinadas e fundamentadas na realidade humana, e jamais, em conceitos meramente dogmático e de exceção. Pelo contrário, a política Deus é inclusiva, é para todos. Não é toa que a bíblia ensina que a chuva cai para o justo e para o ímpio.

Então a política deve ser observada pela igreja, qual deve ser ativamente participativa, com orientações para o bem comum e a promoção da paz, porém, não deve ser negociada, como é costume de alguns, vender a casa de Deus, num verdadeiro “toma lá dá cá”.

Como é doloroso observar que nestes últimos dias, o grau de iniquidade tem aumentado, e que, os que deveriam servir, querem ser servidos e adorados. De modo que o bem, tem sido esquecido e a prática da bondade foi abandonada pelos líderes a quem Deus permitiu subir ao poder. O que gerou um desgosto profundo em grande parte dos teólogos que servem a Deus em espirito

Quem por ventura fará o bem! Onde estão os verdadeiros servos? É lamentável. O quanto o poder financeiro e terreno vem pouco a pouco destruído a fé e o amor ao próximo.

Destarte, as matérias de lei devem seguir o formalismo, dentro da legalidade para que não ocorra o toma lá dá cá, que já é bem comum no meio político. De modo pratico, a formulação de leis deveria passar sempre pelo crivo de quem cumprir e paga que é o povo. Todavia, as decisões quase sempre, são manipuladas e mascaradas pelos mesmos autores das delinquências.

 

APRENDIZADO I

“Ela percebeu que eu caminhava sozinho e sem carinho, e claro, estava em minha solidão… então, calou a minha voz… Lançou silêncio na minha alma… Foi fácil conseguir me cativa… Foi fácil conseguir me enganar”. (Escritor: Ricardo Alfredo)

 

BANCADA EVANGÉLICA REALIZA CONGRESSO EM MANAUS: “O NOVO BRASIL NA PERSPECTIVA CRISTÔ

 

foto 01

 

No sábado, dia 19 de outubro ocorreu em Manaus a 5ª Conferência da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional. O congresso ocorrerá na Faculdade Boas Novas, cujo o tema é: “O Novo Brasil na Perspectiva Cristã”.

Neste congresso já confirmação presença os ministros: Damares Alves, Abraham Weintraub, o Juiz Federal, Willian Douglas, e o presidente da Frente Parlamentar Evangélica deputado federal Silas Câmara. (fonte: gospel mais)

 

LIÇÕES DA VIDA I

A joia do monge

Um monge errante encontrou, em uma de suas viagens, uma pedra preciosa e guardou em sua bolsa. Um dia ele encontrou um viajante e, abrindo sua bolsa para compartilhar suas provisões com ele, o viajante viu a joia e pediu por ela.

O monge deu a ele sem mais delongas.

O viajante agradeceu e se encheu de alegria com aquele presente inesperado da pedra preciosa que seria suficiente para lhe dar riqueza e segurança o resto de seus dias. No entanto, poucos dias depois, ele voltou em busca do monge, ele encontrou, devolveu a joia e implorou: “Agora peço-lhe para me dar algo muito mais valioso esta joia… por favor, devolva a minha vida”.

 

SÓ PARA VOCÊ REFLETIR.

Você deve pensar que sou estúpido
Você deve pensar que eu sou um tolo
Você deve pensar que sou novo nisso
Mas eu já vi isso tudo antes

Eu nunca vou te deixar perto de mim
Mesmo que você signifique tudo para mim
Porque toda vez que eu me abro, dói
Então, eu nunca vou ficar muito perto de você
Mesmo que eu signifique tudo para você
Caso você vá embora e me deixe na lama

Mas quanto mais você me machuca, menos eu choro
E a cada vez que você me deixa, mais rápido estas lágrimas secam
E a cada vez que você vai embora, menos eu te amo
Meu bem, não temos chance, é triste, mas é verdade

Eu sou bom até demais em despedidas
(Eu sou bom até demais em despedidas)
Eu sou bom até demais em despedidas
(Eu sou bom até demais em despedidas)

Eu sei que você está pensando que eu não tenho coração
Eu sei que você está pensando que eu sou frio
Eu estou apenas protegendo minha inocência
Estou apenas protegendo minha alma

Eu nunca vou te deixar perto de mim
Mesmo que você signifique tudo para mim
Porque toda vez que eu me abro, dói
Então, eu nunca vou ficar muito perto de você
Mesmo que eu signifique tudo para você
Caso você vá embora e me deixe na lama

Mas quanto mais você me machuca, menos eu choro
E a cada vez que você me deixa, mais rápido estas lágrimas secam
E a cada vez que você vai embora, menos eu te amo
Meu bem, não temos chance, é triste, mas é verdade

Eu sou bom até demais em despedidas
(Eu sou bom até demais em despedidas)
Eu sou bom até demais em despedidas
(Eu sou bom até demais em despedidas)

Você não vai me ver chorar, de jeito nenhum
(Você não vai me ver chorar, de jeito nenhum)
Eu sou bom até demais em despedidas
(Eu sou bom até demais em despedidas)

Não, Não, não, não, não, não (eu sou bom até demais em despedidas)
Não, não, não, não, Não, não, não (eu sou bom até demais em despedidas)
(Você não vai me ver chorar, de jeito nenhum)
(Eu sou bom até demais em despedidas)

 

 

REFLETIR II

“Quase sempre, o grande Deus, nos manda presentes, os quais tínhamos pedido, porém, como tolos, não somos capazes de discernir, e lançamos fora”. (teólogo e escritor Ricardo Alfredo)

ACONTECEU …. AMOL – ACADEMIA MOSSOROENSE DE LETRAS

 

foto 02

 

No dia 17 deste mês a festa está pronta para os mossoroense. São os 31 anos de existência da Amol. Hoje sobre a liderança do grande irmão Helder. Parabéns a todos os Acadêmicos.

 

 

FESTA DA AMOL 31 – ACADEMIA MOSSOROENSE DE LETRAS

 

foto 03.1

foto 03.2

foto 03.3

 

A grande festa da Amol sobre a liderança do grande mestre Dr. Helder Heronildes da Silva. Parabéns a direção e todos aos acadêmicos.

 

Da esquerda para direita: Almir Nogueira, Ricardo Alfredo, Josafa Inácio, Helder Heronildes, Wellington Barreto, Filemom, socorro Cavalcante, Dix-sept Rosado e Taniamá. (Todos imortais da AMOL)

 

Da esquerda para direita: Ricardo Alfredo (Imortal), Dona Zilene (TCM), Wellington Barreto (Imortal) e esposa, poeta Francisco (Imortal)  e Dix-sept Rosado (Imortal).

DIREITO DO POVO

Advogada Rebeca de Oliveira Pereira, contesta “férias de 60 dias” de servidores de tribunal e ingressou com uma ação na Justiça para contestar privilégio.

A advogada entrou com ação no Tribunal Regional Federal da 5ª Região contra as chamadas “férias de 60 dias” dos servidores do Tribunal de Contas da União (TCU).

O caso é que os servidores são beneficiados pelo recesso anual de 30 dias e ainda tem direito a 30 dias de férias previstos em lei.

“Em outras palavras, além dos ministros (que possuem previsão legal), servidores efetivos e comissionados, são beneficiados com as chamadas férias de 60 dias”, diz a autora da ação.

A jurista afirma que o último ato relativo a esse benefício teria sido assegurado pela Portaria 308, que garantiu o período de recesso entre de 17 de dezembro de 2018 a 16 de janeiro de 2019.

Para a autora da ação o TCU não deveria conceder esse benefício, por isso ela pede que o tribunal impeça que esse recesso aconteça no final do ano. (Fonte: gospel mais)

 

 

APRENDIZADO II

Com o passar do tempo…

Aos 4 anos: “Minha mãe pode fazer qualquer coisa!”
Aos 8 anos: ‘Minha mãe sabe muito! Ela sabe tudo!
Aos 12 anos: “Minha mãe realmente não sabe tudo…”
Aos 14 anos: “Naturalmente, minha mãe não tem ideia sobre isso”
Aos 16 anos: “Minha mãe? Mas o que ela vai saber?”
Aos 18 anos: “Aquela velha? Mas ele cresceu com os dinossauros!”
Aos 25 anos: “Bem, talvez mamãe saiba alguma coisa sobre o assunto…”
Aos 35 anos: “Antes de decidir, gostaria de saber a opinião da mamãe”.
Aos 45 anos: “Certamente minha mãe pode me guiar”.
Aos 55 anos: “O que minha mãe teria feito no meu lugar?”
Aos 65 anos: ‘Eu gostaria de poder falar sobre isso com a minha mãe!’

 

 

MEU PENSAMENTO…

“Entre o amor e razão, eu fico com a razão”. (Teólogo: Ricardo Alfredo)

 

POLÍTICA DO RN

1- Débito nos cofres públicos de Ceará-Mirim ultrapassa R$ 20 milhões, diz prefeito.

2- Comissão apresenta nota de repúdio contra fechamento de hospital.

3- Álvaro Dias ameaça ir à Justiça para derrubar decreto que criou Proedi.

4- Presidente do PSL, Luciano Bivar é alvo de operação da Polícia Federal.

5- Dia dos professores terá sessão solene na Assembleia nesta terça-feira.

 

DAS MAIS LINDAS CANÇÕES CRISTÃS

No Alto do Gólgota (interpretação: Pastor Vitorino Silva – Composição: Geremias Teles)
No alto do Gólgota Jesus sofreu por mim
Na cruz meus pecados levou sobre Si,
Quantas horas de angústia meu Cristo ali passou
Entregou sua vida e com muito amor.

Olhando aquela cruz o mundo chorava
Quando os pregos pregavam as mãos de Jesus
Vertendo o sEu sangue ali no Calvário
Sendo crucificado meu Cristo Jesus.

No alto do Gólgota Jesus morreu por mim
Derramou seu sangue, sangue carmesim
Entregou sEu Espírito e ali expirou
Mas ao terceiro dia Ele ressuscitou.

Satanás sorrindo dizia, venci
Mas Cristo ouvindo lhe disse assim:
Sou Deus, sou eterno, venci o inferno
Com poder e glória, pra nossa vitória.

 

 

PENSAMENTO I

“A medida do amor é amar sem medida”. (Santo Agostinho)

 

PENSAMENTO II

“As Escritura indicam em várias passagens a base para a responsabilidade: não é o livre-arbítrio… o conhecimento é a base da responsabilidade”. (Gordon Clark)

 

GIRO PELO MUNDO

1- Universidade de Jerusalém promove congresso de arqueologia bíblica;

2- BH é a primeira capital a aprovar Escola sem partido;

3- Padre será investigado por “LGBTfobia” ao criticar ativismo judicial durante missa;

4- Bancada Evangélica realiza congresso em Manaus: “O novo Brasil na perspectiva cristã”

5- Gal Gadot será Irena Sendler, a cristã que salvou 2.500 crianças judias dos nazistas.

 

PENSAMENTO III

“Não sei por quais caminhos Deus me conduz, mas conheço bem meu guia”. (Martinho Lutero)

 

CCJ APROVA PL QUE PEDE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS EM SEMINÁRIO PARA GRADUAÇÕES

 

foto 04

 

A proposta agora deverá seguir para análise do Plenário da Câmara.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, proposta que permite o aproveitamento de estudos realizados em seminários para graduação correspondente. Ou seja, os formados em cursos de Filosofia e Teologia, realizados em seminários, poderão utilizar os estudos aproveitados, total ou parcialmente, quando ingressarem em universidades.

O texto aprovado modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, através do substitutivo do Senado ao Projeto de Lei 1153/03, do ex-deputado Wasny de Roure.

A deputada federal Clarissa Garotinho (PROS-RJ) foi a relatora do projeto e apresentou parecer pela constitucionalidade da proposta.

 

CONVITE I

 

foto 05

 

O presidente da ACJUS, o professor Doutor Wellington Barreto, convida todos para o super evento, que será realizado no dia 09/11/2019 no auditório do Fórum Silveira Martins.

 

 

DAS MAIS LINDAS CANÇÕES DA MPB

Como Vai Você (Roberto Carlos)

Como vai você?
Eu preciso saber da sua vida
Peça a alguém pra me contar sobre o seu dia
Anoiteceu e eu queria só saber
Como vai você ?
Que já modificou a minha vida
Razão de minha paz já esquecida
Não sei se gosto mais de mim ou de você

Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem, que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você

Como vai você?
Que já modificou a minha vida
Razão da minha paz já esquecida
Não sei se gosto mais de mim ou de você

Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem, que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você

 

PENSAMENTO IV

“Alguns tem seu caminho de pedra, e reluta em sonhar, mesmo que seja sonhos de brisa”. (Ricardo Alfredo)

 

ACONTECEU…. CONVITE II

 

foto 06

 

GOVERNO ACABA COM FRAUDES E BOLSA FAMÍLIA GANHA 13º

 

foto 07

 

Benefício era promessa de campanha de Jair Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou que o Bolsa Família ganhará o 13º salário, como havia prometido durante campanha eleitoral.

Através do Twitter, Bolsonaro afirmou que o benefício será concedido a partir do fim das fraudes no programa, que vinham sendo combatidas desde o início do governo.

“Nesta tarde, como presidente, assinei MP que cria o 13° do Bolsa Família, que será pago partir deste ano, com recursos oriundos do combate às fraudes no programa”, tuitou Bolsonaro.

Para que os alunos possam aproveitar os estudos, eles deverão ter cursado ao menos dois anos e passarão por uma avaliação da banca examinadora especial, mediante realização de processo seletivo.

A proposta agora deverá seguir para análise do Plenário da Câmara dos Deputados, mas ainda não há previsão de quando será apreciada pela Casa.

 

 

PENSAMENTO VI

“Me diz, como posso te mudar? Me diz, como posso aceitar? Me diz, como simplesmente não dizer adeus?” (Ricardo Alfredo)

 

POEMAS – CLÁSSICOS DAS POESIAS

Cecília Meireles, era uma poetisa e pintora. Na literatura, suas obras poéticas são classificadas como simbolismo e do parnasianismo, e neles ela tratava da morte, do amor, do eterno e do efêmero.

Timidez (Cecília Meireles)

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve…

mas só esse eu não farei.

Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes…

palavra que não direi.

Para que tu me adivinhes,
entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos,
ponho vestidos noturnos,

que amargamente inventei.

E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando
nos ares certos do tempo,
até não se sabe quando…

e um dia me acabarei.

 

PENSAMENTO VII

“Às vezes é preciso fazer com seu braço, o seu próprio viver”. (Ricardo Alfredo)

 

 

ACADEMIA MOSSOROENSE DE LETRAS – AMOL

 

foto 08

 

4º Concurso de Contos, Crônicas e Poesias

“João    Batista  Cascudo Rodrigues” – 2019 – Inscrições até 25 de outubro de 2019

Os trabalhos serão entregues diretamente ou enviados pelos correios para Academia Mossoroense de Letras – AMOL, na Sala 01, da Biblioteca Ney Pontes Duarte, Praça da Redenção Jornalista Dorian Jorge Freire, nº 17 – CEP 59.600 – 780, Centro – Mossoró/RN.

Academia Mossoroense de Letras – Praça da Redenção, nº 17 – Centro – Mossoró/RN – 59600-065 Fundada em 25 de setembro de 1988, a Academia Mossoroense de Letras – AMOL, em homenagem ao seu sócio fundador (in memoriam) “João Batista Cascudo Rodrigues”, torna público o Edital nº 01/2019, referente ao 4º Concurso de Contos, Crônicas e Poesias “João Batista Cascudo Rodrigues”, constante do seguinte

REGULAMENTO:

  1. Os candidatos podem concorrer com 01 (hum) texto de conto e/ou 01 (hum) texto de crônicas e/ou de poesia.
  2. Os textos deverão ser originais, isto é, nunca terem sido anteriormente publicados em jornal, revista ou livro, ou mesmo veiculados pela Internet ou quaisquer outros meios de comunicação.
  3. Os trabalhos deverão ser inscritos em português, com tema livre, digitados em papel A4, em uma só face do papel, enviados em 04 (quatro)
    • Só poderão concorrer autores norte-rio-grandenses, que residam em território do Rio Grande do Norte.
  4. Os contos e crônicas terão limite máximo de 15 (quinze) páginas e as poesias em no máximo 4 (quatro) páginas, em letra 12, fonte Arial, espaço 1.5.
  5. Cada texto deverá ser identificado apenas pelo título e pseudônimo, não podendo constar, de ne- nhuma forma, algo que identifique o seu
  6. Os textos de conto, crônica e de poesia deverão estar contidos em um só envelope e com um mes- mo pseudônimo, além de uma cópia em
    • Este envelope será acompanhado por um outro menor, lacrado, que terá na parte externa a indica- ção “4º CONCURSO DE CONTOS, CRÔNICAS E POESIAS JOÃO BATISTA CASCUDO RODRIGUES – AMOL”, título do trabalho e o pseudônimo do autor.

Os trabalhos serão avaliados por uma Comissão Julgadora, composta por pessoas com amplo conhecimento, experiência e saber em literatura.

  • A Comissão Julgadora será composta de 5 (cinco) membros, escolhida pela Direção da Academia Mossoroense de Letras – AMOL, podendo serem membros da Academia ou
  • Esta Comissão Julgadora terá plena e total autonomia na apreciação e julgamento dos textos apresentados, que deverão ser regidos pelos princípios de originalidade, técnica e arte literária.
  • A decisão da Comissão Julgadora terá caráter irrevogável.
  1. Serão premiados os 2 (dois) (primeiro e segundo lugares) melhores trabalhos, em cada categoria, recebendo os vencedores, os seguintes prêmios:

1º Lugar: – Conto – R$ 1.000,00 (mil reais) mais certificado;

1º Lugar: – Crônica – R$ 1.000,00,00 (mil reais) mais certificado;

1º Lugar: – Poesia – R$ 1.000,00,00 (mil reais) mais certificado;

2º Lugar: – Conto – R$ 500,00 (quinhentos re- ais) mais certificado;

2º Lugar: – Crônica – R$ 500,00 (quinhentos reais) mais certificado;

2º Lugar: – Poesia—R$ 500,00 (quinhentos reais) mais certificado.

  • Menções honrosas:

Além dos 2 (dois) primeiros lugares, haverá 5 (cinco) menções honrosas, que receberão os seguintes certificados.

  • Os trabalhos ganhadores serão publicados pela Coleção Mossoroense, em formato de coletânea.
  • Cada ganhador, e os que foram agraciados com menções honrosas, receberão, respectivamente, 10 (dez) e 5 (cinco)
  • Os concorrentes, ao se inscreverem no concurso, cedem todos os direitos autorais de veiculação e divulgação dos respectivos textos à Academia Mossoroense de Letras –
  • É vedada a participação dos membros da Academia Mossoroense de Letras, como
  1. Os trabalhos serão entregues, diretamente, ou enviados pelos correios, para a Academia Mossoroense de Letras – AMOL, Biblioteca Ney Pontes Duarte, Praça da Redenção Jornalista Dorian Jorge Freire, nº 17, Centro, Mossoró/RN, CEP: 59600-780.
    • Quando enviados, serão validados apenas os trabalhos contendo carimbo dos correios, até 31/08/2016, trinta e um de agosto de dois mil e dezes- seis.
    • A comunicação dos resultados do concurso será feita no final de setembro e a premiação posteriormente.

Mossoró/RN, 10 de julho de 2019.

Elder Heronildes da Silva Presidente da AMOL

 

REFLEXÃO – uma análise da boa semente

O estudo com maior atenção e observação deste, ou seja, do salmo 15, deixa claro que ele é o verdadeiro salmo da sabedoria, e que tem uma abordagem de como adorara e servir a Deus.

Os salmos, que são cantados em sua nação de origem, tem sempre no corpo a ideia central de louvor e adoração. Entretanto, em particular, possui a ideia de ser poético, visto que sua mensagem é concentra-se na verdadeira adoração.

Entretanto, este salmo diferente dos outros procura conscientizar o homem de sua condição ao desejar se aproximar de Deus.

De forma teológica e para efeito de estudo, o salmo 15 pode ser dividido em três, partes que são: (1) quem pode se aproximar de Deus e mora em sua celeste casa. (v. 1); (2) a resposta, do espirito de Deus (v. 2-4); (3) a bênção em forma de lealdade a deus e aos homens (v. 5).

 

Salmos 15

1 SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?

2 Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração.

3 Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo;

4 A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao Senhor; aquele que jura com dano seu, e, contudo, não muda.

5 Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado.

 

15.1 — Quem habitará. De acordo com a tradição e as sagradas letras, somente os sacerdotes poderiam morar a casa de Deus, templo, na terra. E eles, tinham a maior intimidade de falar com Deus, o povo apenas ouvia a voz de Deus pelos sacerdotes. O desejo do povo, especialmente do rei Davi eram se sentir aceito na casa de Deus. (grifo: em nosso tempo as ações dos sacerdotes humanos é a mesma, com separação e exclusão, porém, hoje você pode ir direito ao rei Jesus e com ele tem uma audiência). O monte de Deus, é um monte sagrado para os hebreus, onde Moisés recebeu as tábuas da lei, hoje, o monte da oração é qualquer parte que você deseje falar com Deus.

15.2-4 — Aquele que anda em sinceridade cita à retidão decoração e ação e não a retidão relativa, ou seja, o viver seja em santidade em cristo e não santidade pessoal ou aparente. O réprobo é desprezado. Quem serve a deus tem em seu coração o raio de justiça e de discernimento, e assim de desvia de fazer o mal que desagrada a Deus.

Mesmo que jure com dano seu. Indica a palavra deve ser o maior bem de um homem. Mesmo que ele perda algo que jurou deve cumprir e honra com sua palavra.

15.5 — Nunca será abalado.  promessa de Deus a quem lhe serve em amor é a vitória sobre a morte e a vida eterna seu porvir. Sendo assim nunca, o servo deve se abalar com as perdas materiais, visto que na sua pátria eterna ele não sentira falta de nada e o Senhor é o porto seguro do justo.