segunda-feira , 24 de junho de 2019
Home / Opinião / Reflexões Teológicas – Ricardo Alfredo

Reflexões Teológicas – Ricardo Alfredo

PENSAMENTO I

“Novo ano, novos sonhos, e novas tarefas a ser cumpridas pela vida”. (Teólogo: Ricardo Alfredo)

 

PANORAMA POLÍTICO

Enquanto muitos acreditavam que os evangélicos e católicos iriam ficar de braços cruzados só observando a degradação social e política do Brasil, comentaram um erro enorme. O que percebemos foi um movimento de rejeição a antigas teorias de libertinagem total, em que os políticos de carteirinha estão comprometidos, e isso criou uma onda onde os bons homens e boas mulheres, tomaram para si a ideia de mudança radial dos rumos sociais e exclusão de práticas antigas e doentias que dominaram o cenário deste país.

E esse é um dos motivos de ascensão desses dois grupos (evangélicos e católicos), os quais levaram a máxima, a ideia de participação ativa na política brasileira com o fundamento de família como prioridade. Neste intervir é bom alertar aos desavisados, que a constituição é laica, e este fato garante a liberdade de crença. Com a presença dos grupos cristãos, a política teve um salto de democracia e de verdadeira liberdade.

Diante deste novo panorama, surgiu uma configuração de uma nova força política, não só política mais sociocultural, que é a intervenção do mundo cristão, digo, evangélico e católico, que vem ocupando espaços na esfera pública deixando por partidos e políticos que sempre atuaram de forma estranha aos conceitos de honestadas e seriedade. Pois suas almas (razão) são cheias de raízes de maldade.

Tudo indica que se levantou um novo exército de homens e mulheres que serve a Deus, de forma coerente e impactante.  Por outro lado, uma diversidade de escritores de formação cristã genuína, foram levantados para escrever ao povo que serve a Deus, e estes passaram anos ensinados nos jornais, revistas e TV, sobre o modelo ético do reino de Deus e sobre a política deste reino na terra dos homens. hoje nossos corações cantam cobertos de alegria por ver os frutos da semeadura. Os quais foram semeados lágrimas, choro e dor.

Alegria, por ver antigos conceitos sobre a política quebrados, onde tínhamos ouvido que a política não servia para quem serve a Deus, e hoje vejo de forma clara como muitos do nosso povo acordou. Além disso, despertou para servir a Deus diante da impiedade e dos maus, utilizando a política para demonstrar que é possível fazer a coisa pública com honestidade e dentro dos preceitos de Deus.

O país tem sua constituição laica, e este é  um fator importante para a verdadeira democracia, porém não devemos esquecer que somos cidadãos de um reino eterno.  E como cidadãos deste reino, precisamos ensinar e praticar a justiça do mesmo, que é socorre o pobre, o aflito, o doente, a viúva, o órfão e todos que estão em situação de risco. Assim como combater a impiedade, a maldade, a roubalheira e a corrupção. Que são males de um sistema dominado pela mente impiedosa do mal, representado por homens e mulheres que não tem coração sensível a voz do vento, a voz de Deus.

De tanto percebemos que o mal tinha se alastrado no seio da política e a linguagem corriqueira era a da corrupção e do fisiologismo, os homens e mulheres de bem, cansados de ver, resolveram lançar seus nomes ao escrutino público com a ideia de mudança real e não ilusória.

Para os que pensam que os evangélicos e os católicos estão apenas defendendo o conservadorismo insano, descobriram que são pessoas cheias de sabedoria e talentos dados pelo rei universal. São tão sábios que defendo o maior bem, que é a vida, dom de Deus. Tão capazes que estão atuando em silêncio nos movimentos populares, nas causas que envolve a paz com justiça.

Não há humanidade, nem homem, nem sociedade sem política. Sim, a política vem da sabedoria eterna de Deus,  E por esse motivo, homens e mulheres tem sido levantado em posição de autoridade para combater e ensinar uma geração corrupta e má. E estes sabem que concomitantemente são cidadãos do reino de Deus e cidadãos da terra.

Portanto, é tempo de participar ativamente dos assuntos sociais, defendendo a paz, a justiça social, a viúva, o órfão, o faminto e todos os que sofrem. E assim cumpriremos a ordem do Rei, servir. Aquém servistes hoje!

Pastora Damares Alves, ministra do ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

 

Foto: Google
Foto: Google

 

Interrogada por diversos jornalistas sobre a relação entre a sua religião e o cargo de ministra, corajosamente ele declarou: “não mudarei suas crenças”. E acrescentou: “O Estado é laico, mas esta ministra é terrivelmente cristã.

De forma lucida reafirmou que: Todas as políticas públicas neste país terão que ser construídas com base na família. A família vai ser considerada em todas as políticas públicas”.

O seu currículo é foi mencionado em diversos jornais, revista e na Tv; é uma conhecida pastora evangélica, que atua na defesa das mulheres e dos índios, utilizando sua profissão, como advogada, para defender gratuitamente mulheres em situação de risco.

Ela afirmou as jornalistas que: “Minha pasta vai abordar o direito do índio, da mulher, do homem, do idoso, da criança, enfim, de toda a família brasileira. O objetivo e trazer mais vida e alegria para todos”. Também fez seguinte afirmação: “Neste governo, menina será princesa e menino será príncipe. Está dado o recado. Ninguém vai nos impedir de chamar nossas meninas de princesas e nossos meninos de príncipes”. A declaração é uma forte crítica à ideologia de gênero.

Sendo ainda mais clara sobre o tema, completou dizendo: “Um dos desafios é acabar com o abuso da doutrinação ideológica. Acabou a doutrinação ideológica de crianças e adolescentes no Brasil”. (Fonte: gospelprime)

 

ACONTECEU…

1- “vai mudar a embaixada do Brasil para Jerusalém”, garante Netanyahu;

2- Evangélicos fazem oração por Bolsonaro na Granja do Torto;

3- Novos ministros tomaram posse no dia 2;

4- Grupo terrorista ameaça Jair Bolsonaro e Damares Alves;

5- Michelle Bolsonaro surpreende com discurso em libras.

6- “Cristãos devem ser luz do mundo e não “estrela da igreja”

7- Perseguição aos cristãos deve aumentar em 2019, aponta estudo

8- Ator da Globo critica governo Bolsonaro, evangélicos e Israel

9- Ativista produz material que defende: “aborto é parte do plano de Deus”

10- Pastor perseguido: se presidente China não se arrepender, perecerá

11- Papa diz que é melhor ser ateu que um cristão “hipócrita”. (Fonte: gospelprime)

 

RÁPIDAS DA SEMANA

1- EUA e Israel deixam oficialmente a Unesco, órgão da ONU;

2- “Brasileiro tem o direito de viver sem medo da violência”, diz Moro;

3- Netanyahu: “Brasil, muito obrigado pelo seu grande amor por Israel!”;

4- “Acabou a doutrinação ideológica de crianças e adolescentes no Brasil”. (Fonte: gospelprime)

ABERTA INSCRIÇÕES PARA O EJAD 2019

 

 

PENSAMENTO II

“Às vezes, a razão é somente a razão, sem coração”. (Teólogo: Ricardo Alfredo)

 

 

 

DAS MAIS BELAS CANÇÕES CRISTÃS

 

foto 02 (5)

 

O Semeador e o Ceifeiro

cantor: Ozéias de Paula

Semeei a semente, sim na primavera

Reguei-a com lágrimas, choro e dor.

Mas outro talvez ceifará o meu trigo

Com gozo trazendo ao Senhor.

Vez após vezes a minha alma sente

Angústia e choro do semeador.

Mas o que semeia tanto como o que ceifa

Terão recompensas das mãos de Senhor

O ceifeiro recolhe com gozo os frutos

Nem sempre sabendo a dor que custou

Para quem trabalhou tanto com sol ou chuva

E com paciência a semente plantou.

 

PENSAMENTO III

“As lágrimas é a prova viva que ainda há vida e amor dentro de uma oração”. (Teólogo: Ricardo Alfredo)

 

POEMA

CLÁSSICOS DAS POESIAS

Apesar das ruínas e da morte,

Onde sempre acabou cada ilusão,

A força dos meus sonhos é tão forte,

Que de tudo renasce a exaltação

E nunca as minhas mãos ficam vazias.

(Poetiza: Sophia de Mello Breyner Andresen)

 

PENSAMENTO IV

“Há pessoas que nos conquista com seus Sentimentos, nos ilumina com sua presença e com suas experiências nos mostra o sentido da vida”. (Teólogo: Ricardo Alfredo)

 

REFLEXÃO

A teologia viva nos traz conselhos para a vida. Leia com zelo e guarde bem no coração e na mente.

 

SALMOS 43

Faze-me justiça, ó Deus, e pleiteia a minha causa contra a nação ímpia. Livra-me do homem fraudulento e injusto.

Pois tu és o Deus da minha fortaleza; por que me rejeitas? Por que ando lamentando por causa da opressão do inimigo?

Envia a tua luz e a tua verdade, para que me guiem e me levem ao teu santo monte, e aos teus tabernáculos.

Então irei ao altar de Deus, a Deus, que é a minha grande alegria, e com harpa te louvarei, ó Deus, Deus meu.

Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face e Deus meu.

exegese

Este salmo foi escrito pelo rei Davi, e é semelhante ao 42 o que pode indicar que é uma continuação. Foi separado para facilitar a interpretação musical. A forma harmoniosa deste salmo demonstra duas finalidades que; é Deus fazendo justiça e livrando seu servo dos adversários.

A tradução correta do salmo 43, possui uma estrutura teológica para efeito de estudo que é: (1) clamor de libertação ao Senhor (v. 1,2); (2) oração pelo retorno do salmista ao templo para adorar a Deus (v. 3,4); (3) novo clamor por esperança em Deus (v. 5).

43.1,2 — Faze-me justiça é uma anuncio de inocência das tentativas de destruição por parte dos inimigos. O autor do salmo busca demonstrar que está sendo injustiçado. A pergunta a Deus, por que me rejeitas? É demonstração de frustação e magoa pela sensação da ausência de Deus em sua vida.

 

43.3,4 — A tua luz e a tua verdade. O salmista pede a Deus para ser liberto.  E profeticamente aponta para o salvador que trará luz e verdade ao seu povo. Visto que o messias diria ao povo que era a luz do mundo, a verdadeira salvação que expulsa as trevas.

 

43.5 — Por que estás abatida. Em profunda tristeza o salmista fala de sua aflição e do desejo de ser acolhido pela poderosa mão de Deus. Também demonstra esperança de servir a deus em louvor na sua casa.