terça-feira , 25 de setembro de 2018
Home / Destaques / PSOL Mossoró realiza vigília em protesto contra assassinato da vereadora Marielle Franco
PSOL Mossoró realiza vigília em protesto contra assassinato da vereadora Marielle Franco
A mudança ocorre após o promotor ter sido promovido a procurador de Justiça pelo Conselho Superior do MPRJ. Dessa forma, ele deixa a titularidade da 23ª Promotoria de Investigação Penal.

PSOL Mossoró realiza vigília em protesto contra assassinato da vereadora Marielle Franco

A direção municipal do PSOL convocou para as 18h desta quinta-feira, 15 de março, em Mossoró, uma vigília em protesto contra o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), ocorrido no Centro do Rio de Janeiro na noite da quarta-feira. O ato acontecerá na Praça Rodolfo Fernandes, conhecida como Praça do Pax, no Centro.

Marielle Franco, de 38 anos, foi assassinada a tiros dentro do carro quando seguia para casa. O motorista da vereadora, Anderson Pedro Gomes, também morreu. Os disparos foram efetuados por assassinos em um carro que emparelhou o veículo onde estava a vereadora.

Defensora dos Direitos Humanos, Marielle foi eleita em 2016 com 46.502 votos. A vereadora havia denunciado a truculência da Polícia Militar com os moradores das comunidades e o assassinato de jovens negros.

Confira a nota da direção do PSOL – Mossoró sobre o caso:

MARIELLE FRANCO. PRESENTE!!

Nota da Direção do PSOL – MOSSORÓ

É com profunda indignação e pesar que redigimos esta nota. Fomos pegos de surpresa, na noite de ontem (14), com a notícia de que nossa companheira Marielle Franco, vereadora pela cidade do Rio de Janeiro, foi executada a tiros dentro de seu carro. O motorista de Marielle, Pedro Anderson Pedro Gomes, também foi vitimado pelos disparos.

Há poucos dias a Vereadora Marielle havia denunciado a truculência da Polícia Militar com moradores de comunidades cariocas, além disso, acompanhava de perto e denunciava a ilegítima intervenção militar proposta por Temer ao Rio de Janeiro. As características do assassinato de Marielle e Anderson nos fazem crer que nossa companheira foi executada friamente por não se calar aos abusos que vinham acontecendo em sua cidade.

Marielle Franco foi a quinta mais votada do Rio nas eleições de 2016 com 46.502 votos. Era socióloga formada pela PUC-Rio e mestra em Administração Pública pela Universidade Federal Fluminense (UFF), uma mulher, negra, ativista dos direitos humanos, que não se calou diante das inúmeras injustiças que a rodeavam.

Em meio a tanta dor, que nos cega e emudece, não nos esqueceremos de nossa companheira nem deixaremos de honrar sua luta. A direção do PSOL de Mossoró se soma às milhares de vozes em todo o Brasil que exigem apuração imediata e rigorosa deste crime hediondo.  Queremos saber quem matou Marielle e Anderson e nenhuma ameaça vai nos deter. Até que tudo cesse, nós não cessaremos!