segunda-feira , 28 de maio de 2018
Home / Destaques / Professores da UERN decidem permanecer com a greve e fortalecer as mobilizações
Na terça-feira (06), a categoria participa de uma nova manifestação unificada na Assembleia Legislativa do RN, em Natal, na luta contra o pacote de maldades de Robinson, que ainda não foi derrotado completamente.
Na terça-feira (06), a categoria participa de uma nova manifestação unificada na Assembleia Legislativa do RN, em Natal, na luta contra o pacote de maldades de Robinson, que ainda não foi derrotado completamente.

Professores da UERN decidem permanecer com a greve e fortalecer as mobilizações

Reunidos em Assembleia na manhã desta sexta-feira (2), professores da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), avaliaram os quase três meses de movimento grevista na instituição e discutiram a necessidade de ampliar e fortalecer as mobilizações unificadas junto a outras categorias.

A Diretoria da ADUERN já apresentou uma agenda de ações para a próxima semana, que começa na segunda-feira (5) às 11h, quando a direção participa de audiência com o Governador Robinson Faria.

A reunião, que foi proposta pelo sindicato, buscará solução para os salários atrasados, tendo em vista ser esse o principal ponto de reivindicação da categoria e que tem atingido diretamente a vida dos trabalhadores do Estado.

Na terça-feira (06), a categoria participa de uma nova manifestação unificada na Assembleia Legislativa do RN, em Natal, na luta contra o pacote de maldades de Robinson, que ainda não foi derrotado completamente.

A categoria avaliou que é fundamental intensificar a mobilização contra o projeto encaminhado pelo Governo de aumento da alíquota previdenciária de 11% para 14% que ainda não foi votado e retornará para as comissões e plenário.

Além disso, a categoria aprovou que outras entidades sindicais e de representação na sociedade civil participem da audiência com o Governador, fortalecendo assim o apelo em defesa da UERN e dos servidores públicos do RN, que hoje amargam a falta dos salários de Dezembro e Janeiro e também do 13º.

A presidenta da ADUERN, Rivânia Moura falou sobre a importância e as conquistas do atual momento grevista e lembrou-se das diversas ações combativas que foram capitaneadas pela direção sindical e destacou que elas foram fundamentais para criar fissuras na intransigência do Governo e conquistar vitórias diante dos desmandos de Robinson Faria.

“No início de nossa greve, fizemos ações bastante combativas, ações que muitos nem acreditavam que faríamos, como a ocupação na SEPLAN ou as batalhas campais em frente à Al/RN. Em algum momento disseram que já tínhamos gastado nosso último cartucho e nós mostramos que estavam enganados. Estamos barrando o pacote de Robinson porque nossos cartuchos ainda não acabaram. Estas vitórias são fruto da nossa organização política, da nossa garra e da nossa unidade com os demais trabalhadores e trabalhadoras deste estado”, destacou a presidenta.

Participaram da assembleia representantes da direção do Sindicato Dos Servidores Em Saúde do Estado do Rio Grande do Norte (Sindsaude) e do Sindicato dos Petroleiros do RN (Sindpetro).

Também estiveram presentes membros do Diretório Central dos/as Estudantes da UERN (DCE/UERN), que fizeram falas de apoio a greve e a luta dos servidores públicos do RN.