quarta-feira , 12 de dezembro de 2018
Home / Destaques / Professores da UERN avaliam movimento grevista na sexta-feira
DSC_0141

Professores da UERN avaliam movimento grevista na sexta-feira

Professores da UERN realizam assembleia na próxima sexta-feira (16) tendo como ponto de pauta o andamento do movimento grevista na instituição.

A Assembleia foi proposta por um grupo de 86 associados/as apenas dois dias após a última assembleia geral (07/03) e a Diretoria, respeitando a trajetória democrática e coletiva da ADUERN, decidiu convocar novamente a categoria.

A Diretoria da ADUERN destaca que durante a última assembleia, realizada no dia 07/03, foi rejeitada uma proposta que sugeria aguardar a decisão dos estudantes e assim realizar novo encontro. A categoria avaliou que os segmentos são autônomos e que a deliberação discente não poderia pautar fim ou continuidade da greve docente.

A direção do sindicato destaca que na última assembleia a maioria dos docentes presentes definiu que uma nova assembleia só deveria ser convocada mediante apresentação de uma proposta para os servidores da universidade, portanto foi com surpresa que recebeu a solicitação dos 86 associados/as.

Os encaminhamentos da última assembleia foram discutidos pelo comando de Greve, que preparou uma agenda de atividades de mobilização. As atividades incluem aulas públicas nos bairros de Mossoró sobre a importância da UERN; Publicização de uma carta a ser encaminhada para o Governo, que reúne apoios em defesa da universidade, além de uma reunião com o Procurador Geral de Justiça, Eudo Rodrigues Leite, na próxima quinta-feira (15) para tratar da greve na instituição.

Para a diretoria da ADUERN é fundamental que estas atividades sejam realizadas buscando resolver o impasse dos mais de mil professores e professoras da universidade, que convivem com salários atrasados desde Janeiro de 2016.

Na manhã desta terça-feira (13) o Comando de Greve realizou uma reunião unificada com a presença de técnicos administrativos, estudantes e professores. Na oportunidade, foi feita avaliação do movimento grevista e discutidas novas estratégias para fortalecimento da luta na universidade.