domingo , 21 de outubro de 2018
Home / Cotidiano / Pela primeira vez Ufersa faz parte de ranking internacional de universidades
A produção cientifica da Ufersa foi fundamental para a entrada no ranking deste ano. Foto: Eduardo Mendonça.
A produção cientifica da Ufersa foi fundamental para a entrada no ranking deste ano. Foto: Eduardo Mendonça.

Pela primeira vez Ufersa faz parte de ranking internacional de universidades

A Times Higher Education – THE, instituição internacional especializada em produzir rankings universitários há mais de 50 anos, divulgou o Ranking 2018 das Universidades da América Latina e, pela primeira vez, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido entra no ranking internacional de universidades.

A avaliação leva em consideração cinco indicadores, conforme explica o professor da Ufersa Felipe Ribeiro, responsável pelo preenchimento dos dados na plataforma da THE. “O ranking é feito a partir de informações que preenchemos na plataforma da Times Higher Education. Eles consideram indicadores em cinco categorias: ensino, pesquisa, citação, inserção internacional e captação de recursos privados”.

O docente representou a Ufersa no encontro de universidades jovens promovidos pela instituição na Universidade do Sul da Flórida, em junho. O professor Felipe ainda conclui, a partir de sua experiência no evento, que “ficou claro que por sermos jovens cabe a nós estabelecermos novas formas de trabalhar o ensino superior em nossa região, nos espelharmos nas boas práticas, em especial naquelas inovadoras e construirmos uma prática única de atuação no Semiárido, buscando excelência ao mesmo tempo que proporcionamos acesso ao ensino superior aos grupos de vulnerabilidade social”.

A produção cientifica da Ufersa foi fundamental para a entrada no ranking deste ano. “O ranking considera apenas universidades que tenham uma produção científica, indexada relevante, com mais de 200 artigos publicados por ano. A Ufersa vem conseguindo manter esse número há quatro anos”, pontua professor Jean Berg Alves da Silva, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Ufersa.

Outro aspecto relevante é sobre a internacionalização da universidade. O professor Jean Berg ainda ressalta que a Ufersa está trabalhando na construção de sua política de internacionalização que irá possibilitar o aumento das parcerias com instituições estrangeiras, seja para enviarmos nossa comunidade acadêmica para fora quanto para recebermos alunos e professores estrangeiros também.

Para o reitor da Ufersa, professor José de Arimatea de Matos, é um marco na história da Ufersa entrarmos pela primeira vez no ranking das universidades da América Latina. “A Ufersa já está entre as melhores universidades do País, de acordo com o próprio MEC. Claro que nosso objetivo não se limita a perseguir os melhores resultados em rankings, mas sermos reconhecidos por uma instituição estrangeira e entrarmos num ranking internacional é um reflexo do trabalho e dedicação de nossa comunidade acadêmica com a qualidade da educação”, ressalta.

Ufersa