terça-feira , 22 de outubro de 2019
Home / Destaques / Padre é encontrado morto, amarrado e com arame farpado no pescoço
O padre polonês Kazimierz Wojno, 71 anos, conhecido como  Pe.Casemiro, foi encontrado morto, amarrado e com arame farpado no pescoço.
O padre polonês Kazimierz Wojno, 71 anos, conhecido como Pe.Casemiro, foi encontrado morto, amarrado e com arame farpado no pescoço.

Padre é encontrado morto, amarrado e com arame farpado no pescoço

O crime ocorreu na noite de sábado (21/9). O religioso foi estrangulado depois de um assalto à igreja Nossa Senhora da Saúde, na 702 Norte.

Padre Kazimerz Wojn, 71 anos, foi estrangulado por bandidos, que reviraram a casa paroquial da igreja Nossa Senhora da Saúde e levaram diversos pertences. O cofre também foi revirado.

O religioso havia celebrado uma missa no início da noite de sábado, saindo da igreja para fiscalizar uma obra em construção no terreno da paróquia.

Padre Kazimerz foi encontrado morto, com os pés e as mãos amarrados, e com um arame farpado envolto ao pescoço. O religioso também tinha uma lesão na cabeça.

O corpo do sacerdote foi encontrado do lado de fora da casa paroquial. A polícia acredita que ele tenha sido morto dentro da residência e arrastado para o lado de fora posteriormente.

Padre Casemiro, como era conhecido, já havia alertado as autoridades policiais do DF sobre a nítida sensação de insegurança que rondava a região. Há cinco meses, em 21 de abril deste ano, ladrões invadiram o templo e levaram o sacrário do altar. A peça havia sido doada há 20 anos e tem valor estimado em R$ 20 mil.

Em nota, a Arquidiocese de Brasília lamentou a morte do padre Casemiro que estava com 46 anos de sacerdócio. “Convidamos a todos para participarem do velório e da missa e exéquias na Paróquia N. Sra. da Saúde, em horários a serem divulgados tão logo possível”, frisou o texto.

Investigação

Agentes da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) suspeitam que quatro homens tenham participado do latrocínio do padre polonês Kazimierz Wojno. Os policiais conseguiram imagens de circuitos de segurança que mostram os suspeitos pulando o muro da obra.

“O que eu posso afirmar é que de fato aconteceu um latrocínio. Conseguimos filmagens da rua, que estão sendo analisadas, e fazemos perícia no local do crime”, frisou.

O investigador explicou “o padre foi rendido e amarrado. Nossa suspeita é de que eles (os criminosos) já aguardavam ele”, ressaltou o Rossetto.