sexta-feira , 24 de novembro de 2017
Home / Destaques / “Operação Aracê” prende oito suspeitos de envolvimento em diversos crimes no RN
Ação policial já conseguiu prender 44 suspeitos
Ação policial já conseguiu prender 44 suspeitos

“Operação Aracê” prende oito suspeitos de envolvimento em diversos crimes no RN

A Delegacia de Polícia Civil de São José do Mipibu deflagrou, na manhã desta terça-feira, 10, a terceira fase da “Operação Aracê” e prendeu oito suspeitos que são envolvidos na prática de crimes como homicídios, roubos, estupros e tráfico de drogas na região. Durante a Operação, que contou com o trabalho de 40 policiais civis, foram cumpridos mandados de prisão, busca e apreensão nas residências dos suspeitos.

“O total de prisões, já efetuadas pela Operação, chega a 44 pessoas. Na primeira fase, que aconteceu no dia 02 de junho de 2015, prendemos 17 suspeitos. No dia 25 de setembro, durante a segunda fase, foram detidas 19 pessoas. Além das prisões, a Polícia Civil apreendeu armas, munições e drogas”, detalhou o delegado Marcos Geriz, titular da DP de São José do Mipibu.

De acordo com a Delegacia Geral da Polícia Civil (Degepol), foram detidos nesta terceira fase, os seguintes suspeitos: Cícero Francisco de Lima; Ericles Kennedy; Leandro Clemente de Oliveira, 20 anos; Henrique Francisco da Silva, 32; José Paulo Simplicio; José Francisco da Silva, 42; João Francisco do Nascimento, 45 e; Pedro Paulo da Silva, 35 anos.

Acusações

Cícero Francisco é acusado de ter matado a ex-companheira que estava grávida e de ter abandonado o corpo da vítima em uma estrada carroçável; Ericles Kennedy, o “Nego”, é acusado de ter estuprado uma mulher e de ter roubado objetos da vítima.

Já Henrique Francisco é acusado de ter praticado um homicídio e tentativas de homicídios contra dois irmãos, em Laranjeiras dos Cosmes; José Paulo Simplício é acusado de abusar sexualmente de uma enteada. Os crimes contra a vítima começaram quando ela tinha apenas 10 anos; João Francisco do Nascimento é acusado por ser autor de um estupro e de ter roubado objetos da vítima; José Francisco da Silva, o “Camaleão” e Pedro Paulo da Silva, vulgo “Roncoio” são acusados pela prática de vários arrombamentos ocorridos nas comunidades de Laranjeiras dos Cosmes e Passagem dos Cavalos.