quinta-feira , 23 de maio de 2019
Home / Destaques / OBVIO RN lança Revista Especial sobre a Juventude Assassinada no RN
WhatsApp Image 2018-09-02 at 14.11.57

OBVIO RN lança Revista Especial sobre a Juventude Assassinada no RN

O Observatório da Violência do RN apresenta:

A Edição Especial 9: Juventude Assassinada. Um exemplar da revista de crimeanálise homicida do OBVIO Observatório da Violência do Rio Grande do Norte, Instituto Marcos Dionisio, trazendo um recorte sobre a violência homicida contra jovens entre 16 e 29 anos de idade, material original apresentado no X Encontro Latino-Americano de Juventudes no dia 30 de agosto de 2018.

Juventude assassinada

Recentemente o Rio Grande do Norte foi afligido por mais uma morte de jovem, mais um jovem foi assassinado no estado… Quando? A pergunta, infelizmente, é muito fácil de ser respondida, afinal, em média morrem 3 jovens entre 16 e 29 anos de idade por dia no estado.

A juventude sofre um processo de invisibilzação e culpabilização, onde o estado busca justificar suas mortes por meio da estratégia de ligar as mortes a delitos, a ilícitos, à transgressões… esquecendo-se contudo que é sua própria falta de responsabilidade na oportunização de emprego e renda, educação, lazer e desporto, espaços de convivência para o aprendizado de relações sociais extrafamiliares que vem, há anos, vulnerabilizando esses jovens.

Nessa edição especial Juventude Assassinada, a revista OBVIUM traz a versão atualizada até o dia 31 de agosto de 2018 de três anos e 8 meses do extermínio da juventude entre 16 e 29 anos de idade que se processa no Rio Grande do Norte. São 1339 dias gestão onde nenhum lamento sobre a perda de vidas jovens em mortes matadas tenha sido proferido a não ser pelo rápido quebrar de silêncio quando a vítima era de uma família renomada.

Esse estudo foi apresentado Encontro Latino-Americano de Juventudes, e hoje toma corpo aqui, para bradar contra a hipocrisia de um estado composto por gestores que esqueceram que foram jovens.

O Rio Grande do Norte se tornou um estado inóspito, onde crescer, ser jovem e amadurecer se tornou um processo de vida ou morte, mais morte do que vida, sangue jovem que escorre nas ruas, de um Rio Grande de Morte.

Acesse nossa revista em http://bit.ly/2PZJ1gw ou solicite sua cópia em pdf no e-mail [email protected]