domingo , 25 de junho de 2017
Home / Opinião / Notícias do Interior / Alvanilson Carlos – Notícias do Interior

Alvanilson Carlos – Notícias do Interior

O Brasil sofre as consequências

Passado um ano e quatro meses das eleições presidenciais a celeuma continua e o país parado e nada se resolve. O imbróglio do impeachment continua e o povo brasileiro passando por um momento muito difícil com crise econômica, falta de investimentos públicos em todas as esferas, empresas fechando, atraso de pagamentos, atrasos de salários tanto no setor privado quanto no público, o desemprego aumentando e o tempo passando e o caos se aproximando.

O momento mostra um aprofundamento da crise que achávamos ser passageira e que o governo iria conseguir superar fácil o princípio de derrocada de nossa economia. O problema é que o tempo passa e pouca coisa é feita para amenizar as conseqüências dos absurdos que foi feito com a Petrobras e em outras áreas para reeleger a presidenta. Agora o povo está pagando uma conta muito alta.

Quem imaginaria que alguns estados e prefeituras atrasassem salários, que milhares de empresas fechassem as portas e que o povo voltasse a se preocupar com o futuro de um país que sonhávamos ter encontrado de vez a fórmula do desenvolvimento e da melhoria de vida de sua população.

Acredito que quase ninguém esperava mais retornar ao pesadelo de perder seu emprego e encontrar tanta dificuldade de voltar ao mercado em virtude do fechamento sucessivo de postos de trabalhos. Além disso, está havendo uma precarização nas relações de trabalho com muitos pais de família tendo que apelar para atividades que lhe dêem pelo menos o mínimo, demonstrando de forma contundente uma queda brusca na renda dos trabalhadores, principalmente os mais pobres é evidente e os ganhos que teríamos alcançados com estabilidade e crescimento da economia começaram a retroagir com efeito contrário que se não for paralisado vai levar muita gente a classe C onde estão muitos que não tem nem o que comer.

Por isso, está na hora de encerrarmos essa briga política que não vai melhorar em nada a vida das pessoas. O bom é que se cumpra logo esse processo de impeachment ou para saída ou para permanência da presidenta Dilma Roussef para que o país possa estudar uma forma de mudar essa realidade que se aproxima. Não quero aqui ser tão pessimista, mas algo precisa ser feito para poder iniciar a modificar esse caminho que no momento é muito obscuro para todos nós. O certo é que o povo brasileiro está sentindo na pele e pagando uma conta que não é dela. Infelizmente!.

Vamos torcer que haja uma trégua para que tudo volte à normalidade, caso contrário O Brasil continuará sofrendo as conseqüências.

MUDANÇAS
A Câmara Municipal de Mossoró viveu um período pré-eleitoral muito forte nos últimos dias em virtude da janela partidária que foi aberta pelo Congresso Nacional que permitiu a mudança de partido até o dia 2 de abril. Aqui em Mossoró nada mais, nada menos do que 12 vereadores mudaram de partido para tentar a reeleição em função da dificuldade que terão em se coligar nas próximas eleições. É a luta pela manutenção do mandato falando mais alto.

OUTRA MUDANÇA
Uma das mais badaladas mudança partidárias do estado nos últimos dias foi a da ex-governadora, ex-prefeita e atual vice-prefeita de Natal, Vilma de Faria. Isso porque havia uma expectativa que ficasse num partido maior, mas não houve outra alternativa já que Vilma, para ter mais liberdade dentro da nova legenda, foi para um partido menor onde terá mais força para negociar e impor seu pensamento. Por isso, a vice-prefeita optou mesmo pelo PTdoB. Isso mostra o quanto é difícil está sem o poder na mão.

NOVO PRESIDENTE
A Federação das Câmaras de Vereadores do Rio Grande do Norte (FECAM) empossou essa semana seu novo presidente, o Vereador Diego Macêdo, que assume em substituição ao ex-presidente, Vereador Jório Nogueira, que por sinal fez um bom trabalho a frente daquela instituição. Ao novo presidente desejamos boa sorte.

SE APROFUNDANDO
É notório o aprofundamento da crise econômica brasileira. Para se ter uma idéia do problema só no setor da Construção Civil já forma demitidos cerca de 467 mil trabalhadores o que representa alto em torno de 16% da parcela da mão de obra. Um dado muito preocupante que merece atenção e ação por parte do governo. Imaginem em outros setores como está a situação ocasionada pelo efeito cascata. Momento delicado!.

ASSALTOS
Depois dos correios e caixas eletrônicos, os bandidos agora elegeram mais um alvo preferido na região do alto oeste. Os postos de combustíveis passaram a ser alvos dos bandidos. Essa semana de uma só vez três postos em cidades diferentes foram assaltados. Os bandidos assaltaram um em Upanema, outro em Paraú e outro em Campo Grande. Está ficando complicado!. Se não bastasse a crise ainda temos que conviver também com mais violência.

SUCESSÃO
Em Frutuoso Gomes é dado como certa a candidatura de Jandiara Sinara Jácome (Jandra) atual Secretária de Finanças a prefeita do município com o apoio do atual prefeito Lucídio Jácome. Com isso, cresce as chances do candidato a vice ser o Vereador Gerdson Carlos que tem se destacado pelo bom trabalho que faz e pela liderança que exerce, principalmente na grande família que possui.

TRISTE REALIDADE
Muitos prefeitos hoje tiveram mais um dia de tristeza. Isso porque a primeira quota do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que deveria ter entrado nos cofres das prefeituras hoje, muitas tiveram a surpresa de chegar zerado, o que vai dificultar ainda mais as já precárias contas dos municípios. A crise está afetando de toda parte.

ALVANILSON-CARLOS---NOTICIAS-DO-INTERIOR---14-04-16