terça-feira , 17 de setembro de 2019
Home / Destaques / Nova apreensão de cocaína no Porto de Natal

Nova apreensão de cocaína no Porto de Natal

A Polícia Federal do Rio Grande do Norte apreendeu nova carga de cocaína escondida em  carregamento de mangas no Porto de Natal e com destino à Holanda.na tarde desta segunda-feira (13). A operação foi confirmada pela assessoria da Polícia Federal durante a noite enquanto a Codern divulgou nota oficial sobre o acontecimento.

Em nota oficial da Polícia Federal foi comunicado que “a PF em conjunto com a Receita Federal realizou na tarde desta segunda-feira (13) uma nova apreensão de cocaína no Porto de Natal. Cerca de 1.038 quilos foram encontrados em meio a um carregamento de mangas que seguiria para a Holanda. A descoberta dos 951 tabletes da droga se deu em decorrência de uma análise de situações suspeitas naquele terminal portuário onde a fiscalização vem sendo intensificada nos últimos meses”.

A CODERN, por sua vez, também emitiu nota oficial sobre o assunto, ressaltando  que a apreensão “demonstra a eficiência da própria Polícia Federal em cooperação com a Codern. Ressalta-se que o entorpecente foi detectado acondicionado no contêiner, levando a crer que não foi inserido dentro da área portuária”, afirma a direção da Codern.

Além da PF, prossegue a nota, a Codern “facilita a operação integrada com a Receita Federal, Anvisa, Capitania dos Portos e Ministério da Agricultura”. O documento também destaca que “entre os focos da diretoria da Codern, está uma série de aprimoramentos na segurança de forma a recuperar a certificação do Código Internacional para Proteção de Navios e Instalações Portuárias (ISPS CODE) e obtenção de um escâner” de contêiner.

Somente em 2019 foram registradas três apreensões de drogas no terminal marítimo, em Natal. As primeiras aconteceram em fevereiro, quando, em dois dias, 3,3 toneladas do entorpecente foram encontradas junto a frutas que seguiam para a Europa.

Essas apreensões trouxeram prejuízos à Codern, única empresa que faz o transporte de cargas de Natal para Roterdã, na Holanda, que suspendeu as atividades locais em março, até que o porto tomasse medidas de segurança. As operações haviam sido reiniciadas em abril.