terça-feira , 28 de janeiro de 2020
Home / Destaques / Notas da Redação

Notas da Redação

DESAPROVAÇÃO

Prefeito-Francisco-José-Júnior-1024x682-660x330

O Tribunal de Contas do Estado desaprovou as contas do ex-prefeito Francisco José, referentes ao ano de 2016, último ano de gestão do seu mandato.

RESPONSABILIDADE

O TCE representou ao Ministério Público Estadual em Mossoró para investigar possíveis práticas de crimes de responsabilidade e improbidade administrativa.

CÂMARA

A Câmara Municipal de Mossoró poderá rejeitar o parecer do TCE-RN e livrar Silveira de sanções, como perda de direitos políticos. Para isso, é necessário a decisão por 2/3 dos votos dos vereadores, ou seja, 14 dos 21 votos.

ORATÓRIO

A prefeita Rosalba Ciarlini garantiu apoio para a realização do Oratório de Santa Luzia. O espetáculo acontece anualmente no mês de dezembro, durante as festividades da padroeira da cidade.

AVIAÇÃO

A governadora Fátima Bezerra reuniu-se com representantes da Ufersa para tratar sobre a realização do evento e aviação Flyby Experience Brazil, previsto para ocorrer entre os dias 9 e 12 de julho de 2020

GIRÃO

Nenhuma surpresa. O deputado federal General Girão acompanhará o presidente Jair Bolsonaro em sua nova opção partidária. Não há motivos para agir em contrário.

MALDADE

O pacote do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente Bolsonaro, está sendo chamado de “pacote da maldade”. Para o presidente, é o Plano Mais Brasil, que “transformará o Estado Brasileiro”.

DESEMPREGADO

A parte mais criticada é a que determina o recolhimento para o INSS de 7.5% de quem recebe seguro desemprego. Estar desempregado e ter que financiar a previdência não convence.

DPVAT

Bolsonaro determinou o fim do seguro obrigatório a veículos no país. Tudo aconteceu depois do rompimento do presidente com o deputado Luciano Bivar, controlador dessa companhia de seguros.

PRISÃO

No Congresso Nacional, parlamentares vão adquirindo consciência que, para que a prisão em segundo turno seja realidade, é preciso modificar a Constituição. E mais, talvez haja necessidade de uma nova Constituinte.

EXCESSO

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro anuncia a criação de uma nova legenda partidária, o ministro do STF, Marco Aurélio de Mello declara que o país já possui partidos demais. Marco Aurélio é também ministro do Tribunal Superior Eleitoral.

BRINCADEIRA

No Congresso, parlamentares consideram uma ironia a afirmação do presidente, Davi Alcolumbre, de se convocar uma nova Constituinte, com o objetivo de mudar a atual Constituição e permitir a prisão de condenados quando julgados em segundo turno.