sábado , 19 de outubro de 2019
Home / Destaques / NOTAS DA REDAÇÃO

NOTAS DA REDAÇÃO

CANDIDATURA

robinson-faria-e-fabio-faria
o ex-governador Robinson Faria faz articvulações em torno de uma possivel candidatura a deputado federal, nas eleições de 2022. Seu filho, atual federal Fábio Faria seria candidato ao mesmo cargo, por São Paulo, ou senador, pelo Rio Grande do Norte.
BOLSONARO
Como candidato ao Senado, Fábio Faria conta não somente com o apoio popular-financeiro do sogro, Silvio Santos, mas, sobretudo, com o interesse do presidente jair Bolsonaro em ter um senador alinhado ao seu pensamento político.
CONSELHOS
Hoje é dia de eleição para escoolha dos dirigentes dos Conselhos Tutelares, em todo país. A disputa principal não será entre partidos políticos, mas entre católicos e evangélicos que pretendem dominar a políticia sobre a juventude.
MINISTRA
A ministra da Mulher do governo Bolsonaro, Damares Alves, participa ativamente dessa eleição. Como o voto é facultativo, as Igrejas se esforçam para engajar eleitores na votação. Todas estão interessadas no resultado.
PETROBRAS
Fátimia Bezerra pediu reunião com dirigentes da Petrobras para manter investimentos no RN. Cumpre sua obrigação como governadora, mas sabe que o encontro será inócuo. A Petrobras age como empresa, sem se preocupar com interesses político-sociais.
PREJUÍZO
Flávio e Carlos Bolsonaro aplicaram R$ 300 mil na Bolsa, não declararam à Justiça e agora cobram corretora por terem perdido tudo. Querem ressarcimento com valores atualizados.
MDB
Sem a presença do ex-ministro Henrique Alves e de outras eminênicias do antigo PMDB, o partido realiza hoje, em Brasília, a convenção nacional do MDB. No encontro, será eleito o novo presidente da sigla e um novo estatuto que promete novidades. Será?
JOVENS
O MDB apela aos jovens, considereando que não há partido forte sem a força dos jovens. O apoio do núcleo da juventude emedebista é fundamental para o futuro. O MDB não pode somente apoiar a juventude, o MDB tem que dar pode e colocá-la mps quadros do partido.
CONSELHO
Os governantes de hoje precisam lembrar o conselho do ex-deputado Ulysse Guimarães: “o presidente do Brasil, sem o Congresso Nacional, não governa. O Congresso Nacional é muito mais forte que nos 95 dos países que adotam o parlamentarismo. O que o presidente da República faz, o Congresso pode desfazer”.
REAÇÃO
O general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, defendeu o presidente Bolsonaro, após declaração de FHC que, pelo Twitter, criticou as demissões feitas pelo governo em áreas culturais e sugeriu protestos contra a gestão de Jair Bolsonaro.