terça-feira , 22 de outubro de 2019
Home / Destaques / Notas da Redação

Notas da Redação

SUCESSÃO

img_2703

Não há dúvida de que a prefeita Rosalba Ciarlini será candidata à reeleição. Também é visível que haverá substituição do seu companheiro de chapa. A atual vice-prefeita, Nayara Gadelha, deverá disputar uma cadeira à Câmara Municipal.

TRANQUILIDADE
Não se pode dizer que a candidatura de Rosalba à reeleição é imbatível. Entretanto, tem-se que admitir que sua posição é tranquila. Enquanto participa ativamente de atividades político-administrativas que a colocam em evidência, seus adversários continuam à deriva.

DESABASTECIMENTO
A promotora estadual Iara Maria Pinheiro instaurou Inquérito Civil para apurar a falta constante de insumos na Rede Hospitalar da Secretaria Estadual de Saúde (SESAP). O Hospital Regional Tarcísio Maia está incluído na relação dos que serão analisados.

FALECIMENTO
Faleceu na manhã de ontem, sábado (21), a senhora Ângela Maria Melo Correia, esposa do médico e ex-deputado (estadual e federal) Cipriano Correia e irmã do ex-governador Geraldo Melo. A coluna apresenta voto de pesar aos familiares.

TRANSFERÊNCIA
O traficante Fernandinho Beira-Mar não se encontra mais no presídio federal de Mossoró. Durante a semana, foi transferido para a Penitenciária Federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

ORÇAMENTO
O orçamento do Estado estimado para 2020 prevê gasto aproximado de 72,31% das receitas totais para pagamento das despesas com a folha de pessoal e encargos sociais. Para este ano, 2019, essa relação será de aproximadamente 67,52%.

REALIDADE
O secretário estadual do Planejamento e das Finanças, José Aldemir Freire, justifica que o governo “inicia uma fase de realismo orçamentário que será adotado em seus futuros orçamentos, os quais não irão esconder o quadro delicado das contas públicas.”

PREVIDÊNCIA
Ainda não está certo se os Estados participarão da reforma da Previdência. Mesmo que sejam incluídos, a previsão é que o déficit dos estados no setor só comece a cair na década de 2040. A melhora do quadro atual seria sentida apenas na década de 2060.

EXÉRCITO
Somente o Comandante pode falar em nome do Exército. Nesse sentido, portaria deixa claro que também no ambiente de mídias sociais os militares não podem, no exercício de suas funções, expressar opções político-partidárias.

LISTAS
As listas tríplices não funcionarão durante o governo Bolsonaro. Nas universidades, por exemplo, em pouco mais de nove meses de governo, dos onze reitores indicados, seis não foram os mais votados pela comunidade acadêmica.

CRITÉRIO
Embora negue interferência de políticos nas nomeações, o Ministério da Educação tem pautado as escolhas em candidatos que tenham o perfil de “pessoas sérias que não promovam ideologias”, diz o ministro Abraham Weintraub.

CRISE
Associação Nacional dos Procuradores da República, a ANPR, contratou empresa de comunicação de Brasília, especializada em gestão de crises, para atender a força-tarefa da Lava Jato do Paraná após o Intercept e veículos parceiros começarem a publicar os diálogos travados entre a turma de Deltan Dallagnol no Telegram.