terça-feira , 21 de agosto de 2018
Home / Destaques / Notas da Redação

Notas da Redação

RECEPÇÃO

rosalba

Em tempo de veraneio, hoje será a vez da prefeita Rosalba Ciarlini abrir as portas de sua residência para receber vereadores, amigos e lideranças políticas, numa confraternização que tem tudo para render uma boa conversa política. A prefeita tem se mantido silente em relação ao apoio a candidatos ao governo e ao Senado.

CANDIDATURAS
A sucessão estadual foi discutida durante um certo período como tendo três prováveis candidatos ao governo. O governador Robinson Faria seria candidato à reeleição, concorrendo com a senadora Fátima Bezerra e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves. Essa foi a primeira projeção imaginada.

ELIMINAÇÃO
A candidatura de Robinson à reeleição foi sendo destruída à medida que aumentava a crise em sua administração. Com mais de 80% de rejeição, não existe a mínima possibilidade de recuperação política nos poucos meses que restam para a escolha do futuro governador do Rio Grande do Norte.

INDECISÃO
Fátima Bezerra e Carlos Eduardo passaram a representar os prováveis candidatos com chances de vitória, talvez, até mesmo em um primeiro turno. A indecisão do prefeito de Natal em assumir a própria candidatura contribuiu para a descrença sobre se realmente estaria disposto a ser candidato ao governo.

CAUTELA
A senadora Fátima Bezerra ocupa a primeira posição em todas as pesquisas eleitorais realizadas até esta data. Avança com cuidado, consciente que precisa conquistar larga parcela da classe média potiguar, além da expectativa do que poderá atingir o PT após o julgamento do ex-presidente Lula no TRF-4.

PMDB
Henrique Alves sempre foi, após a morte de Aluísio, o maior baluarte do PMDB. Garibaldi pode ser o maior eleitor do partido, mas Henrique é o seu principal articulador político. O PMDB apoia a candidatura de Carlos Eduardo (PDT), mas este exige a garantia de que não haverá retrocessos durante a campanha.

EZEQUIEL
No caso de Carlos Eduardo Alves não concorrer ao governo do Estado, o nome de Ezequiel Ferreira de Souza, presidente da Assembleia Legislativa, é o mais cotado para assumir essa disputa. Ezequiel reafirma que seu projeto político é concorrer à reeleição, mas não se recusará a assumir a candidatura.

EMPRESÁRIOS
Setores do empresariado acreditam que substituirão os políticos tradicionais nas próximas eleições, apostando em novo discurso para o desempenho nos cargos que, acreditam, serão eleitos. A equação não é tão fácil de resolver até porque, suas candidaturas dependem de filiação a um partido político

SENADO
O senador Garibaldi Alves não parece muito entusiasmado em repetir a dobradinha com o senador José Agripino, na luta pela reeleição. Ao que parece, o ex-governador Geraldo Melo também não é o seu nome preferido. A escolha poderá ser o empresário Luiz Roberto Barcellos, da vitoriosa empresa Famosa.

LÍDERES
Existe uma plêiade de nomes, vitoriosos na área empresarial, vontadosos em ajudar aos seus Estados, também na área política. Resta saber se será possível formar um partido contando com a participação de Flávio Rocha, Tião Couto, Luiz Roberto, Marcelo Alecrim, Amaro Sales e outros do mesmo setor.

RENOVAÇÃO
Quando se fala em renovação acredita-se que o eleitor quer mudar o voto da eleição anterior. No caso do Senado, a disputa será com José Agripino e Garibaldi Alves, ex-prefeitos de Natal, ex-governadores do RN e senadores há vários mandatos. É possível derrota-los, mas não será fácil construir essa vitória em menos de nove meses.

ASSEMBLEIA
As mensagens do governador Robinson Faria enviadas à Assembleia Legislativa ainda não serão votadas na sessão de hoje. Nesta terça-feira haverá somente a leitura das mensagens aprovadas nas Comissões para votação nas próximas sessões, sendo grande a expectativa dos servidores públicos sobre o resultado final.