quinta-feira , 18 de janeiro de 2018
Home / Destaques / Notas da Redação

Notas da Redação

NATURALIDADE
O Diário Oficial publicou as mudanças no secretariado tornadas necessárias com a renúncia da primeira-dama Julianne Faria. Tentando mostrar naturalidade, o governador justificou a necessidade de alinhamento de gestão às novas medidas que precisam ser implementadas.

MOSSORÓ
No início do governo, Robinson indicou Mairton França para secretaria de Recursos Hídricos, por indicação do prefeito Francisco José, depois substituído pelo ex-prefeito de Assú, Ivan Júnior. Na reforma atual, Mossoró ficou fora das indicações do governador.

APOIOS
Falta a Robinson Faria base política sólida em Mossoró. Houve tempo em que esteve bem identificado com um grupo político local, mas rompeu o entendimento para apoiar Francisco José. O investimento fracassou e não conseguiu mais recuperar a posição política perdida.

VEREADORES
Mesmo assim, alguns vereadores e ex-vereadores tentam atrair a simpatia do governador Robinson Faria e defendem entusiasticamente sua administração. O que eles não entendem é a falta de reciprocidade por parte de Robinson.

PERDA
O respeitado jornalista Paulo Tarciso considera que “Robinson Faria vai ter que rebolar muito para evitar o fim antecipado do seu governo com a surpreendente saída da titular da Sethas Julianne Faria……Robinson perde a única voz com que podia contar na equipe de governo”.

TEATRO

Reforma do Teatro Lauro Monte será retomada
Reforma do Teatro Lauro Monte será retomada

Não se sabe se agora é para valer mesmo, mas o Governo do Estado abriu licitação para a reforma do Teatro Lauro Monte Filho, em Mossoró. O valor da obra é de R$ 5.133.199,53 e as propostas serão recebidas até o início de janeiro de 2018.

PSDB
A cúpula do tucanato potiguar ofereceu uma colher de chá ao empresário Tião Couto que, afinal é o presidente do diretório municipal do partido em Mossoró. Tião fará parte do diretório nacional do partido, ao lado de Rogério Marinho, Ezequiel Ferreira e Márcia Maia.

AFASTAMENTO
O deputado federal Rogério Marinho trabalha para que Tião Couto não seja candidato a deputado, mas seja candidato a outro cargo eletivo, apoiando seu próprio nome para deputado federal, em Mossoró. Só existem duas possibilidades, senado ou governo do Estado.

ESCOLHA
Faltam menos de onze meses para a eleição do futuro governador. O prefeito Carlos Eduardo e a senadora Fátima Bezerra são os dois mais prováveis candidatos com chances de irem a um segundo turno. Mas, outros trabalham na tentativa de viabilização de seus nomes.

SENADO
O ex-deputado federal Wanderley Mariz, filho do ex-governador e ex-senador Dinarte Mariz, decidiu voltar à vida pública e anuncia sua candidatura a senador. Wanderley adianta que, para presidente da República, apoiará o nome do deputado federal Jair Bolsonaro.

CONFIANÇA
Economistas consideram que, mesmo que o Congresso não aprove a reforma da Previdência, a inflação não atormentará o brasileiro em 2018. E citam o atual preço do dólar, os índices do Ibovespa, e o Índice de Preços ao Consumidor que encerrará o ano em torno de 3.8%.

FORÇA
O “Centrão” ocupa mais espaço na Câmara dos Deputados e deverá indicar o deputado Carlos Marun, do PMDB-MT, para substituir o deputado Antônio Imbassahy, do PSDB, na Secretaria do Governo. Marun tem trânsito livre com os deputados e com o presidente Michel Temer.