quinta-feira , 21 de junho de 2018
Home / Destaques / Líderes religiosos fecham igreja do Santo Sepulcro em protesto contra cobrança de impostos
Jeerusalem

Líderes religiosos fecham igreja do Santo Sepulcro em protesto contra cobrança de impostos

Foto: AFP

A igreja do Santo Sepulcro de Jerusalém fechou as portas hoje, domingo (25), em protesto contra um novo imposto e lei de expropriação de terras do governo de Israel. Os líderes religiosos consideram a nova legislação um ataque contra os cristãos da Terra Santa.

Os responsáveis pelo fechamento da Igreja não informaram por quanto tempo o protesto continuará. O templo é administrado por distintas confissões cristãs, e segundo a tradição é o local onde foi enterrado Jesus Cristo.

“Como medida de protesto, decidimos tomar esta medida sem precedentes e fechar a igreja do Santo Sepulcro”, afirmaram os diretores ortodoxos, armênios e católicos do templo em um comunicado.

A administração do templo criticou o projeto de lei israelense que permitirá expropriar as propriedades da igreja.

“Esta lei detestável (…) tornaria possível a expropriação de propriedades da igreja”, afirma o comunicado, antes de destacar que o texto, que será analisado por um comitê ministerial, “nos recorda as leis similares adotadas contra os judeus durante o período mais obscuro na Europa”.

As igrejas são as principais proprietárias de terras na cidade histórica, e afirmam que a legislação tornará mais difícil encontrar compradores para estas propriedades. As vendas ajudam a cobrir os custos de operação da instituições religiosas.
Continuar a ler